w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sexta-feira, 03 de março de 2017

 
Nos primeiros 59 dias de 2017, 976 pessoas foram assassinadas em
Pernambuco. O número é 47,7% maior do que o registrado no mesmo período do ano
passado, quando 661 pessoas foram mortas. Os dados – obtidos antecipadamente,
com exclusividade, pelo Portal FolhaPE – deverão ser divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS)
apenas no dia 15 de março. Em fevereiro deste ano, o Governo mudou a
metodologia e deixou de divulgar diariamente os números de homicídios.
Até o fechamento dos números, ainda pode haver uma pequena variação na
quantidade de assassinatos, já que alguns inquéritos policiais que investigam a
causa da morte podem ser concluídos como homicídio. 

A violência no Estado já vinha apresentando índices alarmantes. Dezembro de
2016 havia sido considerado o mês mais violento dos últimos dez anos, com 472
assassinatos. Em janeiro deste ano, a estatística voltou a crescer, com 479
homicídios. O número disparou em fevereiro de 2017 e passou a liderar o
ranking, com 497 Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), uma média de
17,75 mortes por dia.


A última vez que um número tão alto havia sido contabilizado foi em janeiro de
2007, quando houve 459 assassinatos. Na época, o Pacto Pela Vida (PPV) ainda
não havia sido lançado. Os dados não são uma surpresa para a SDS. Uma projeção
feita no início da segunda quinzena de fevereiro já apontava que o mês dos
Festejos de Momo deveria acabar com uma média de 500 assassinatos. 



PACTO PELA VIDA EM CRISE – O total de crimes ocorridos em 2016 – 4.479 – expõe a pior crise do
Pacto Pela Vida, programa que, em maio, chegará a uma década de implantação. No
mesmo período de 2015, foram 3.889 homicídios.

DADOS REGIONAIS – A
estatística criminal das 26 áreas integradas de segurança (AIS) teve seus
índices mais altos na AIS 14 (Caruaru e outros 14 municípios do Agreste) e AIS
8 (Paulista, também na RMR), com 91 e 87 assassinatos, respectivamente, em
janeiro e fevereiro deste ano. No mesmo período do ano passado, a AIS 14 teve
58 mortes e a AIS 8 teve 39.

As áreas onde houve mais aumento dos crimes foram a AIS 22 (que compreende os
municípios de Belém do São Francisco, Floresta, Itacuruba, Carnaubeira,
Petrolândia, Inajá, Tacaratu e Jatobá, no Sertão) e a AIS 8 (Paulista, Abreu e
Lima, Igarassu, Itapissuma, Itamaracá e Araçoiaba, na Região Metropolitana do
Recife). A AIS 22 aumentou de 5 para 14 mortes e a AIS 8 cresceu de 39 para 87.



Apenas a AIS 19 (Arcoverde e outras 9 cidades do Sertão), teve redução nos
primeiros meses deste ano (em um confronto com o mesmo período ano passado, com
um crime a menos – baixou de 19 para 18. Já a AIS 20 (Afogados da Ingazeira,
Tabira e São José do Egito, também do Sertão), permaneceu com o mesmo índice de
CVLIs – foram dez mortes. Ou seja: nenhuma delas conseguiu uma redução
significativa. Garanhuns integra a AIS 18.
(Com
informações de
Júlia
Montenegro e Priscilla Aguiar, do Portal FolhaPE. CONFIRA)



Confira as Áreas de Segurança Pernambuco (AIS) clicando AQUI.











ÁREAS DE SEGURANÇA
PERNAMBUCO (AIS)

RECIFE
AIS 1 –Santo Amaro, Boa
Vista, Ilha Joana Bezerra e São José
AIS 2 – Espinheiro, Iputinga, Cordeiro, Madalena, Água Fria e Campo Grande
AIS 3 – Boa Viagem, Ibura, Brasília Teimosa 
AIS 4 – Várzea, Curado, Jardim São Paulo, Torrões e Afogados
AIS 5 – Apipucos, Guabiraba, Brejo da Guabiraba, Passarinho, Dois Unidos, Vasco
da Gama e Alto do Mandú

REGIÃO METROPOLITANA
AIS 6 – Jaboatão dos Guararapes e Moreno
AIS 7 – Olinda
AIS 8 – Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma, Itamaracá e Araçoiaba
AIS 9 – São Lourenço da Mata e Camaragibe
AIS 10 – Ipojuca e Cabo Santo Agostinho

INTERIOR
AIS 11 – Nazaré da Mata, Vicência, Carpina, Lagoa do Carro, Lagoa do
Itaenga, Paudalho, Goiana e Itambé
AIS 12 – Vitória de Santo Antão, Gravatá, Escada, Primavera e Amaragi
AIS 13 – Palmares, Catende, Xexéu, Ribeirão, Sirinhaém, Barreiros e São José da
Coroa Grande
AIS 14 – Caruaru, Riacho das Almas, Agrestina, Cupira, Altinho, Ibirajuba,
Lagoa dos Gatos, Panelas, Jurema, Bezerros, Barra de Guabiraba, Bonito, São
Joaquim do Monte, Camocim de São Félix e Sairé
AIS 15 – Belo Jardim, Pesqueira, Sanharó, São Bento do Una e São Caetano
AIS 16 – Limoeiro, Surubim, Casinhas, Bom Jardim e Feira Nova
AIS 17 – Santa Cruz do Capibaribe, Brejo da Madre de Deus, Toritama e Vertentes
AIS 18 – Garanhuns, Águas Belas, Caetés, Lajedo, Canhotinho e Terezinha
AIS 19 – Arcoverde e Buíque
AIS 20 – Afogados da Ingazeira, Tabira e São José do Egito
AIS 21 – Serra Talhada e Calumbi
AIS 22 – Belém do São Francisco, Floresta, Itacuruba, Carnaubeira, Patrolândia,
Inajá, Tacaratu e Jatobá
AIS 23 –Salgueiro e Parnamirim
AIS 24 –Ouricuri, Araripina e Trindade
AIS 25 – Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande
AIS 26 – Petrolina