BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sexta-feira, 30 de abril de 2021

Depois que a Prefeitura do Recife
anunciou que vacinará cerca de 16 mil trabalhadores que atuam nas escolas
públicas e privadas da educação básica, choveram críticas contra o Governo do Estado
por, supostamente, “beneficiar” ou  não
ter coragem de “peitar” o Prefeito da Capital do Estado, João Campos (PSB).
As principais críticas vieram do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB).


De acordo com Miguel, na
última segunda-feira, dia 26, houve reunião entre o Governo do Estado; o
Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e os secretários municipais de Saúde em
que ficou pactuado que o avanço da imunização para outras categorias só iria
ocorrer depois que todos os profissionais de saúde pernambucanos recebessem a
vacina. Ontem, dia 29, o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de
Pernambuco (Cosems-PE) marcou uma reunião para que a Secretaria Estadual de
Saúde explique os motivos da capital dispor de doses para o público do setor
educacional.


Já na manhã desta sexta-feira,
dia 30, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, se pronunciou sobre o
assunto, quando garantiu que a distribuição de doses de vacinas contra a COVID-19
aos municípios do Estado está seguindo critérios técnicos. “As críticas
são impróprias, porque os Municípios são autônomos, há autonomia consagrada na
Constituição. Essa autonomia fez com que o Prefeito de Petrolina vacinasse
garis, que o Prefeito de Igarassu vacinasse os Guardas e, agora, o Prefeito do
Recife vacina professores. Todos eles não seguiram a pactuação definida”,
afirmou André Longo, registrando que os Gestores terão de responder aos Órgãos de
Controle por vacinar grupos fora das prioridades previamente estabelecidas.  

Longo ainda explicou que não
há vacina sendo distribuída pelo Governo de Pernambuco especificamente para
professores e que foi uma decisão da Prefeitura do Recife usar suas doses para
esse público. “É por conta em risco do Prefeito e cabe a ele explicar
porque não segue o que foi definido anteriormente. Não há vacina distribuída
para gari, para guarda, para professores. As vacinas são para grupos que o
Ministério da Saúde coloca”, afirmou o secretário Estadual de Saúde,
classificando as críticas como “rinha política”.

GARANHUNS – Em nota
divulgada no Blog do Elielson, o Prefeito de Garanhuns, Sivaldo Albino (PSB)
saiu em defesa do companheiro de partido, o prefeito do Recife, João Campos. “O
momento talvez seja de menos política e de mais discussão sobre as melhores
formas e métodos de melhorarmos a imunização dos nossos conterrâneos”, pontuou
Sivaldo, ao se referir ao Prefeito de Petrolina,  Miguel Coelho (MDB).

Atento ao debate político, o ex-prefeito Izaías Régis (sem
partido) divulgou nota censurando a postura de Sivaldo. “Em vez de cobrar uma
satisfação e vacinação para os professores de sua terra, o Prefeito de
Garanhuns divulga uma nota lamentável”, registrou o oposicionista, que disparou:
“a população exige que você defenda o interesse de nossos professores, de nossa
comunidade. Exija tratamento justo para Garanhuns, ou pelo menos fique calado”,
registrou Izaías.

Coube ao líder do
Governo Sivaldo Albino na Câmara sair em defesa do Prefeito Garanhuense. “Izaías,
em sua nota, vem dar uma de defensor dos professores, quando o seu Governo foi
o pior possível para esta valorosa classe, retirando direitos e diminuindo
salários de quem vive na sala de aula”, registrou o vereador Luizinho Roldão,
que emendou: “o Ex-prefeito passou 8 anos como serviçal de Armando Monteiro e
agora vem criticar Sivaldo porque é um homem de partido”, cutucou Roldão.
(Para
conferir as Notas de Sivaldo, Izaías e Luizinho Roldão na Integra clique AQUI)

“NOTA DE SIVALDO
ALBINO

É estranho ver o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho,
esperneando sobre a abertura da vacinação dos professores no Recife. Ficar o
tempo todo ligado na política da capital não parece ser a atitude mais adequada
para quem está à frente de um município tão importante como Petrolina. O
momento talvez seja de menos política e de mais discussão sobre as melhores
formas e métodos de melhorarmos a imunização dos nossos conterrâneos.
 

É bom lembrar que o Conecta Recife está disponível,
através da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) – do qual o colega Miguel faz
parte – ou pelo Unidos pela Vacina, que é capitaneado pela empresária Luiza
Helena Trajano, do Magazine Luiza.
 

Apesar de muito jovem, João Campos tem sido uma
referência nacional na condução do enfrentamento desta crise, não só em termos
de eficácia mas também de responsabilidade na separação entre momentos que
exigem gestão e período eleitoral – que é o momento mais oportuno para se fazer
política.
 

Sivaldo Albino

Prefeito de Garanhuns”.

 

“NOTA DE IZAÍAS RÉGIS – SIVALDO SÓ PENSA NO PSB E ESQUECE
DA POPULAÇÃO DE SUA CIDADE
 

Hoje, acompanhamos um fato que causou surpresa e vergonha
para toda a população de Garanhuns. O prefeito eleito para governar nossa cidade
preferiu abandonar sua população para defender interesses partidários e fazer
média com os seus chefes.
 

Milhares de professores de todo Pernambuco e de nossa
Garanhuns aguardam ansiosos pela vacinação. Porém, o Governo Paulo Câmara só
garantiu vacina para a capital governada pelo prefeito queridinho do PSB para
fazer marketing. Vários prefeitos manifestaram indignação com essa injustiça e
cobraram uma resposta que não chegou até agora. Essa cobrança, mais do que dos
prefeitos, é dos professores e da população. Os professores do Recife devem ser
vacinados e os de Garanhuns também. O Governo do Estado precisa garantir a
distribuição equânime e no mesmo período para todos os municípios, não só para
a prefeitura aliada.
 

Mas, para nossa surpresa, em vez de cobrar uma satisfação
e vacinação para os professores de sua terra, o prefeito de Garanhuns divulga
uma nota lamentável. Sivaldo, você não é mais deputado, muito menos líder do
PSB, você, infelizmente, é prefeito de Garanhuns. O povo lhe concedeu uma enorme
responsabilidade, honre com seu dever constitucional. A população exige que
você defenda o interesse de nossos professores, de nossa comunidade. Exija
tratamento justo para Garanhuns, ou pelo menos fique calado.
 

É um dia triste para a história política de Garanhuns.
Nunca ocorreu algo parecido com isso. Um prefeito bajular os chefes do seu
partido, fazer média com o governador ao invés de proteger sua população. Pense
menos no PSB, pense menos em agradar Paulo Câmara e João Campos. Pense nos
garanhuenses e nos professores. Vacinação é salvar vidas, Sivaldo”.

 

“NOTA DE LUIZINHO ROLDÃO 

O ex-prefeito de Garanhuns,
Izaías Régis, não tem condição nenhuma de dar lição de moral no seu sucessor,
Sivaldo Albino.
 

Fez uma gestão cheia de
maquiagem que no final foi reprovada pela população local, que derrotou o seu
candidato na eleição de 2020, mesmo sendo um médico de prestígio, que tinha
governado o município duas vezes.
 

O governo passado de Garanhuns
se preocupou apenas em pavimentar ruas, mesmo assim muitas das obras de asfalto
e calçamento não resistem a uma chuva. 
 

Os servidores foram
desvalorizados, a zona rural abandonada, os postos de saúde não tinham
medicamentos e a cidade ficou com  22 obras importantes paralisadas.
 

Além disso,  o município
não tinha crédito, pois o nome se encontrava sujo no governo federal.

Sivaldo Albino herdou mais de
30 milhões de débitos, isso somente no Instituto da Previdência. No total o
rombo do antigo gestor é em torno de 80 milhões. 
 

O ex-prefeito passou 8 anos
como serviçal de Armando Monteiro e agora vem criticar Sivaldo porque é um
homem de partido.
 

Ora,  é melhor ser fiel a
um partido que tem trazido benefícios para o município, do que seguir um líder
fracassado que prometeu gerar milhares de empregos em Garanhuns e trazer várias
indústrias e, na verdade, nunca trouxe sequer uma fábrica de pipoca.
 

Izaías, em sua nota, vem dar
uma de defensor dos professores, quando o seu governo foi o pior possível para
esta valorosa classe, retirando direitos e diminuindo salários de quem vive na
sala de aula. 
 

Não adianta jogar para a
plateia porque independentemente do que o senhor diga para a plateia, o povo
sabe muito bem que sua rotina agora será na justiça.
 

O melhor que o ex-prefeito faz
é parar de atacar o governador Paulo Câmara. Esse discurso não funcionou na
campanha passada, tanto que seu candidato foi derrotado, e muito menos funcionará
daqui pra frente. 
 

Os governos do PSB têm feito
muito por Garanhuns. A barragem do Cajueiro, o curso de medicina, a UPAE, a
Escola Técnica Ariano Suassuna, o asfalto até o distrito de São Pedro, as
dezenas de leitos para combate à Covid, a nova sede da Ciretran, o serviço de
hemodiálise no Hospital Dom Moura, tudo isso e muito mais são ações de Eduardo
Campos e Paulo Câmara.

Na nota de viés político do
ex-prefeito, pobre em conteúdo, ele diz que Sivaldo abandonou a cidade.
 

Pelo amor de Deus!  

Sivaldo Albino está
completando quatro meses de governo. Está limpando o nome de Garanhuns,
organizando a bagunça que o seu antecessor deixou, melhorando a saúde,
transformando a educação e planejando obras que vão melhorar a qualidade de
vida da população.
 

Sivaldo nasceu e se criou em
Garanhuns, gosta da cidade de verdade e não apenas no discurso, como outros, e
nunca abandonará sua terra e seu povo.
 

Está apenas começando,
trabalhando em três horários e vai fazer muito pelo município. O ex-prefeito
fique atento para aprender alguma coisa e baixar a bola, já que a falta de
humildade sempre foi uma de suas marcas.
 

Luizinho Roldão, líder do
Governo Sivaldo na Câmara Municipal”.