BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
domingo, 04 de julho de 2021

Depois de ter vencido nessa
sexta-feira, dia 2, a primeira das três corridas da primeira etapa do
Campeonato do Nordeste de Kart, disputado em Aracaju-SE, a equipe do piloto Cayan
Chianca reclamou que o garanhuense foi prejudicado nas duas corridas seguintes, disputadas
ontem, dia 3, no Kartódromo Emerson Fittipaldi.

O chefe da equipe de Cayan, Elder
Martins, da Elder Racing, bateu forte nas, segundo Ele, “decisões
equivocadas e em desencontro ao regulamento”, adotadas pelo diretor da prova, Bruno
Baroni, que integra a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). É que a direção
da prova decidiu que para a segunda corrida, haveria uma inversão dos motores
do primeiro classificado até o último, no total de 23 pilotos participantes.   

Com a decisão, que segundo
Martins não constava do regulamento, Cayan teve que correr com o motor do
piloto que havia chegado em último na primeira bateria, terminando a prova em
quinto lugar. “Não estava no regulamento e o que vimos foi às coisas sendo
feitas no intuito de prejudicar o nosso piloto!”, esbravejou, Elder Martins.

Para terceira corrida, após
muita reclamação da equipe Elder Racing, decidiram fazer um novo sorteio dos
motores – o que era para ter acontecido na segunda prova – e depois dos
resultados da soma das chegadas da primeira e segunda corridas, Cayan largou na
primeira fila, na segunda posição, assumindo a ponta já nas primeiras volta e
fazendo em seguida a volta mais rápida. “Daí começou uma garoa fina e Bruno
Baroni decidiu dar bandeira vermelha e paralisar a prova. Não existia a
necessidade de paralização da prova, já que a intensidade da garoa não oferecia
risco a integridade e segurança dos pilotos. Mais uma vez fomos prejudicados
pelas decisões erradas e unilaterais do diretor da prova”, chamou a atenção Elder
Martins, que ainda reclamou de decisões da direção de prova relacionadas a
condição dos pneus de chuva.

“O que me estarrece é que tudo
foi feito sem critérios e sem justificativas. Fui totalmente prejudicado em
todas as decisões. Estava na liderança da prova final e tinha aberto uma  boa distância do restante dos pilotos.
Tiraram a minha vitória!”, lamentou Cayan ao sair da prova após ter seu Kart
atingido na traseira pelo piloto Rodrigo Bejar, que recebeu bandeira preta e
foi desclassificado por tirar o Piloto Garanhuense da prova. “Ficamos com o sentimento
de frustração, pois a vitória foi tirada de Cayan, por decisões equivocadas de
um diretor de prova experiente, que veio exclusivamente para o evento, mas que
tomou decisões que atrapalharam Cayan desde o final da primeira corrida”, registrou
Jânio Almeida, pai e empresário do piloto garanhuense.

SEGUIR EM FRENTE – Cayan viaja na próxima semana
para São Paulo, onde disputará a Seletiva Thunder de Kart, que acontece em
Paulínia, no interior do Estado. Já no dia 7 de agosto, o Piloto garanhuense estará
em Conde-PB, onde disputará a 4ª etapa do Paraibano de Kart, no Circuito
Paladino. Cayan lidera àquela Competição Nacional.   

>>> OPORTUNIDADE DE ALUGUEL⠀  

Apartamento localizado no bairro Dom Thiago Póstma com 70m², área de serviço; três quartos; garagem descoberta para um carro. No Residencial Marly Lopes com ambiente muito familiar. 

Ficou interessado? Chama a Mano Imóveis no ZAP e agende já sua visita: (87) 99926-0223.