BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sexta-feira, 05 de fevereiro de 2021

O Promotor Domingos Sávio quer
Transparência no processo de Vacinação contra a COVID-19 aqui em Garanhuns. O representante
do Ministério Público de Pernambuco (MPPE)recomendou ao Prefeito Sivaldo Albino
(PSB) e a secretária de Saúde de Garanhuns, Catarina Tenório, e a Gestora da 5ª
Gerência Regional de Saúde, Janaina Santos, que disponibilizem na Internet, informações
claras e objetivas sobre todos os dados relativos à vacinação em Garanhuns, inclusive
com a divulgação da lista de vacinados.



De acordo com a recomendação, a
Prefeitura de Garanhuns deve assegurar a disponibilização, em site específico
(ou aba específica nos sites oficiais do Município e do Estado), de informações
claras e objetivas sobre todos os dados relativos à vacinação em Garanhuns, referentes
ao Plano Nacional de Imunização, bem como “as informações relativas ao nome e
grupo prioritário a que pertencem, das pessoas já vacinadas, data da vacinação,
número de lote da vacina aplicada e nome do responsável pela aplicação da
vacina”, registra a documento assinado pelo Promotor. O site deverá ter ainda “alimentação
diária das informações, com o objetivo de propiciar o acesso amplo e contínuo à
informação, em tempo real, por parte da população, da imprensa e dos órgãos de
controle”, complementa.

O Promotor ainda requisitou que
o Prefeito; a Secretária de Saúde de Garanhuns e a Gerente Regional de Saúde informem,
num prazo de 48 horas, sobre as providências adotadas para o cumprimento da recomendação,
inclusive acompanhadas dos documentos necessários à sua comprovação. O MPPE poderá
adotar medidas administrativas e judiciais caso a recomendação não seja
atendida pelos Gestores Municipais e Estaduais.  

 

DENÚNCIA – Apesar de não constar na recomendação, o MPPE teria
sido provocado por denúncia protocolada pelos vereadores Gersinho Filho (PTB) e
Magda Alves (PP). É que uma polêmica foi gerada na Cidade após a divulgação de imagens
de profissionais que atuam no Centro de Controle Ambiental após terem sido
vacinados contra a COVID-19. Segundo a Prefeitura, os vacinados também
estão entre os trabalhadores da saúde previstos no Plano Nacional de
Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19.