w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sábado, 28 de junho de 2014

O ex-deputado Federal Pedro
Corrêa e mais três políticos envolvidos no escândalo do mensalão readquiriram o
direito de voltarem a trabalhar em decisão do STF. De acordo com uma decisão do
Ministro Luiz Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), o Ex-deputado
pernambucano trabalhará fora do Centro de Ressocialização do Agreste, instalado
em Canhotinho, onde esta sob a custódia da justiça em regime semiaberto.
Segundo o advogado do
político, o ex-parlamentar poderá voltar a cumprir expediente de segunda a
sábado no Clinical Armando Q. Monteiro, aqui em Garanhuns. Pedro Corrêa já
havia trabalhado como radiologista por cerca de 20 dias, no último mês de maio,
na Clínica, cuja administração é ligada ao Prefeito de Garanhuns, Izaías Régis
(PTB), mas uma decisão do então presidente do STF, Joaquim Barbosa, cassou esse
direito, que foi devolvido no último dia 26 de junho pelo relator do processo
do mensalão, ministro Luiz Roberto Barroso.

A Decisão tomada pelo Ministro do STF também permitirá
que o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares; o Ex-deputado federal Valdemar Costa
Neto e o tesoureiro do extinto Partido Liberal, Jacinto Lamas, voltem ao
trabalho, fora da prisão.