w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sábado, 16 de julho de 2022

 

Um espaço marcado por rebeliões, fugas e até mortes vem sendo transformado por um Projeto que cultiva a esperança. É que os adolescentes do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Garanhuns, órgão ligado a Funase, realizaram na manhã desta sexta-feira, dia 15, a colheita das verduras cultivadas por eles na horta comunitária implantada naquela Unidade. No espaço denominado de “Horta Comunitária: Semeando o Futuro, Cultivando a Esperança e Colhendo a Liberdade”, foram colhidos 130 pés de coentro e 50 pés de alface. 

 

 

Os alimentos foram doados ao Abrigo São Vicente de Paulo e também aos moradores vizinhos da Unidade, localizada na Boa Vista, que enfrentam medo e transtornos a cada fuga. A entrega ao Abrigo e a vizinhança foi realizada por socioeducandos. 

 

 

A oficina de horta e plantio é uma iniciativa da Case/Funase/Garanhuns e da Escola Estadual Dom Juvêncio de Brito (escola certificadora, que possui um anexo funcionando dentro do Case Garanhuns) e contou com o apoio da Prefeitura de Garanhuns, que viabilizou a doação do solo de jardim e o esterco. Durante as aulas, os socioeducandos aprendem, com o professor Samuel Montarroyos, tempo de germinação; tempo provável para cultivo e espaçamento. De acordo com a assessoria do Case Garanhuns, outros tipos de verduras serão cultivados na Unidade. O Projeto já está em seu segundo ano.