BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
domingo, 21 de fevereiro de 2021

O engenheiro Paulo Camelo
(PCB), famoso por participar das disputas políticas em Garanhuns, mas sobretudo
por projetos ousados como o Teleférico interligando as Colinas do Município,
enviou texto ao Blog enumerando uma série de “igualdades” entre o atual
Prefeito de Garanhuns, Sivaldo Albino (PSB), e seu antecessor, Izaías Régis
(sem partido).  

“Com o oportunismo que lhe é
característico, o Prefeito Sivaldo Albino concedeu entrevista para atacar
a administração  anterior e acenando para futuras ações no
campo administrativo. O ex-prefeito Izaías Régis também fez a mesma coisa,
atacando, com força, seu ex-aliado e  ex-prefeito Luiz Carlos, como
também os prefeitos anteriores: Silvino Duarte; Bartolomeu Quidute e Ivo
Amaral. Foi um espetáculo aos moldes Izaías Régis”, analisou Paulo Camelo.

Para Camelo, Garanhuns segue ouvindo
“bravatas” (pretensão de grandes méritos) vindas do Palácio Celso Galvão. “O Prefeito informou  (em Coletiva de
Imprensa) que já tinha conseguido R$ 18 milhões de reais para o Município, via
emendas parlamentares, fazendo um comparativo com seu antecessor que só conseguiu
viabilizar, em oito anos de idas e vindas à Brasília, a importância de R$ 19
milhões para Garanhuns. Portanto, uma façanha e tanto, a qual não deixa de ser
uma bravata, assim como foram tantas as bravatas ditas pelo ex-prefeito Izaías
Régis, que falava constantemente dos milhões de reais que conseguia em Brasília.
Quem não se lembra disso?”, indagou Paulo Camelo.

Outra semelhança entre Sivaldo e Izaías apontada por Paulo é a característica
de “pidão” e de se contentar com “migalhas”. “
Quem não se lembra das
andanças de Izaías em Brasília? Que sem força política batia na porta de
vários  parlamentares, mas só conseguiu pouco mais de dois milhões de
reais, de uma previsão de quase 20 milhões para reformar a Av. Santo Antônio e
o Mercado 18 de Agosto. Portanto, uma migalha, insuficiente para tamanha
reforma”, pontuou Camelo, que complementou: “o governo Sivaldo Albino segue no
mesmo caminho tanto político/administrativo, como também de esnobação. Isto é,
comparado com outras cidades, a exemplo de Caruaru, Petrolina, Juazeiro (Bahia)
e tantas outras, as quais conseguem 20, 30, 40 milhões para aplicarem em infraestrutura,
Garanhuns continua patinando, mas, quem sabe, feliz, para alguns, com as migalhas”.   

Derrotado nas últimas eleições
por Sivaldo, como também foi em 2012 e em 2016 por Izaías, o Engenheiro e militante
do “Partidão”, também enumerou como oportunismo, o fato de Albino estar sempre
ligando seus atos administrativos nesse inicio de gestão ao número 40, que identifica
a legenda do PSB nas urnas. “Conceder uma
entrevista no quadragésimo dia de sua administração burguesa, fazendo
propositalmente coincidir com o número 40 do seu partido político, o PSB.
Aliás, nos 40 anos de instalação do Relógio das Flores há também alusão,
através de um painel ao número 40 e as cores do PSB. Será que o povo vai se
ligar somente no número e não nas propostas?”, indagou Paulo Camelo.

SIVALDO – Indagado
recentemente após críticas de Paulo Camelo, o Prefeito Sivaldo Albino registrou
que “a resposta a Paulo Camelo o povo já deu na última eleição”. O Blog está a disposição de Sivaldo Albino e de Izaías Régis para que possam comentar a análise de Paulo Camelo.