w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | quarta-feira, 19 de junho de 2013


Os servidores do Estado prometem parar por 24 horas, caso
o governo não reduza o prazo de negociação para 15 de julho. Essa foi uma das
deliberações da assembleia que aconteceu na manhã de ontem, 18, no Centro
Social da Soledade, organizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Civis do
Estado de Pernambuco (SINDSERPE).

Inicialmente, o governo havia apresentado um calendário
cuja data-limite para negociação é 31 de julho. No entanto, os estatutários não
aceitam o prolongamento da negociação, já que a data-base da categoria é em 1º
de junho. A assembleia reuniu cerca de 500 servidores de dez secretarias, cinco
fundações e cinco autarquias.

“Há alguns anos o governo não vem cumprindo a data-base. E a nossa preocupação é que essas
discussões se estendam até outubro”, defende o presidente do SINDUSERPE,
Renilson Oliveira. Entre as reivindicações, está o reajuste do vale-refeição,
que há cinco anos está no
valor de R$ 7, segundo a categoria. “Também
queremos fechar os reajustes de 2013 em 11,84%, e de 2014 em 10,75%, ambos
calculados com base no IPCA e no PIB de Pernambuco. Queremos adiantar as
negociações do próximo
ano devido às eleições.
E, no caso de 2014, depois de aprovado, o governo terá até dezembro do próximo
ano para aplicar. Então, adiantaremos a discussão”, coloca Renilson.

A categoria também definiu
que durante o mês de julho haverá cafés-da-manhã em
oito órgãos
públicos, com paralisações de atividades para chamar a atenção da administração. As
datas para esses movimentos serão definidas na próxima sexta-feira. O
calendário de protestos inclui Recife e região metropolitana, Carpina,
Ribeirão, Caruaru, Sertânia, Salgueiro, Garanhuns, Petrolina e outros
municípios, além do ato unificado com paralisação de 24 horas, marcado para o
dia 31 de julho.

“Também
reivindicamos o pagamento da tabela salarial equiparada ao sal
ário mínimo,
j
á que hoje está
abaixo. Desde o in
ício de 2013, o governo está pagando um abono para que o salário chegue no patamar do mínimo”, conta o
presidente do SINDUSERPE. Ele acrescenta que a categoria reivindica tamb
ém reformas no Hospital dos Servidores do Estado
(HSE). De acordo com informações do JC, a Secretaria de Administra
ção divulgou que a reunião com o SINDUSERPE foi marcada para o dia 3 de
julho.