BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021

Em entrevista ao programa “O Arraiá
do Gláucio Costa” na manhã de hoje, dia 3, a secretária de Saúde de Garanhuns,
Catarina Tenório, explicou que a vacinação de servidores do Centro de Controle
Ambiental, realizada ontem, dia 2, e que após a divulgação de imagens nas redes
sociais gerou grande polêmica na Cidade (relembre clicando AQUI), está de acordo com o Plano Nacional de
Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 e as Resoluções Estaduais.

De acordo com a titular da
Pasta de Saúde do Governo Sivaldo Albino, até o momento, a vacinação contemplou
os idosos do Abrigo São Vicente de Paulo e trabalhadores da saúde atuantes na
linha de frente contra a COVID-19. Em seguida foi ampliado para idosos a partir
de 85 anos e demais trabalhadores da saúde, sendo contemplados também os
profissionais em saúde atuantes em unidades básicas de saúde, ambulatórios
municipais, vigilância em saúde (epidemiológica, sanitária e ambiental),
agentes funerários, entre outras categorias. No caso especifico da Vigilância Ambiental,
a secretária Catarina Tenório registrou que “são profissionais de saúde e que
trabalham todo dia na rua. Não são linha de frente do COVID, mas são
profissionais em saúde onde a Portaria e a Nota Técnica do Estado nos acobertam”,
pontuou Tenório.



Ainda durante a entrevista na
Marano FM, a Secretária garantiu que não há “Fura Fila” no Município. “Em
Garanhuns não existe esse negócio de furou fila, passou na frente…, porque é
amigo… àqueles comentários que saem. Quem me conhece, quem trabalha comigo
sabe que eu cumpro o determinado! Se alguém furar fila pode ter certeza que na
hora que for descoberto, vai ter as penalidades. Não trabalhamos furando fila, nem
desrespeitando ninguém! Eu mesma, como Secretária, não chegou minha
faixa-etária, eu não tomei! Sou profissional de saúde, mas ainda não me
considero da linha de frente como os demais que já foram vacinados”, chamou a
atenção a secretária Catarina Tenório. 

MINISTÉRIO PÚBLICO É
ACIONADO –
Apesar dos esclarecimentos da Secretaria de Saúde, os vereadores
Gersinho Filho (PTB) e Magda Alves (PP) levaram o assunto até o Ministério
Público de Pernambuco (MPPE). Através de Ofício protocolado junto ao Promotoria
de Justiça de Defesa da Cidadania, os Parlamentares defendem uma rápida apuração
daquele Órgão, haja vista, segundo eles que a conduta pode estar “lesando toda
a sociedade que sonha em chegar seu dia de vacinação”.
 

CLIQUE EM PLAYER E OUÇA TRECHO
DA ENTREVISTA DA SECRETÁRIA DE SAÚDE DE GARANHUNS NO PRPGRAMA O ARRAÍA DO GLÁUCIO
COSTA: