BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
terça-feira, 23 de março de 2021

As Prefeituras de São João, Jucati e Águas Belas vem realizando procedimentos licitatórios para compra de medicamentos de uso controlado; excepcionais e àqueles que integram a farmácia básica, bem como injetáveis e material odontológico, penso e de uso hospitalar. 

Em Águas Belas, o Prefeito Luiz Aroldo (PT) pretende investir, com recursos próprios do Município, até R$ 3.460.012,62 na aquisição de medicamentos; material odontológico; material penso, hospitalar e correlatos, além de equipamentos. O processo de licitação, que legaliza a compra, está previsto para ser concluído até o final deste mês. 

Já o prefeito de São João, Wilson Lima (PP) vem promovendo Pregão Eletrônico para adquirir Medicamentos de uso controlado; farmácia básica;  injetáveis; farmácia central; material de uso hospitalar e penso para as necessidades do município de São João. Ao todo, a Prefeitura registrou que poderá investir até R$ 6.072.613,82 na aquisição dos produtos.  

Enquanto isso o município de Jucati, governado pelo Prefeito Ednaldo Peixoto (PSB), estima investir até R$ 2.418.734,50 na compra de medicamentos da farmácia básica e excepcionais destinados ao atendimento da população, através da  Secretaria de Saúde. Os procedimentos legais para aquisição devem ser concluídos ainda neste mês de março. Recentemente as prefeituras de Lajedo e de Calçado realizaram licitações para adquisição de medicamentos para atender as necessidades da população, através dos Hospitais Municipais e das Unidades de Saúde daqueles Municípios. 

FALTAM REMÉDIOS EM GARANHUNS – Enquanto isso, aqui em Garanhuns, crescem às reclamações da população quanto a falta de medicamentos nos Postos de Saúde e na Farmácia Central do Município. 


 

Em entrevista à Rádio Jornal Garanhuns, no mês passado, o Prefeito Sivaldo Albino (PSB) registrou ter recebido a Prefeitura do antecessor Izaías Régis com estoque “zero” de medicamentos, mas que vinha trabalhando para resolver o problema e que até o inicio deste mês de março seria realizada uma licitação para compra de remédios. Todavia, até hoje, dia 23, ainda não há registros da publicação do processo licitatório para aquisição dos produtos por parte da Prefeitura de Garanhuns.