w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | domingo, 07 de agosto de 2022

 

Garanhuns relembrará nessa segunda-feira, dia 8, os vinte anos da morte do Monsenhor Adelmar da Mota Valença. A data, apesar de marcada pela saudade, será vivenciada com uma justa homenagem póstuma. É que o Padre Adelmar, voltará para a Casa onde viveu e dirigiu por mais de 40 anos. Isso mesmo, os restos mortais do Monsenhor serão transladados para a capela do Colégio Diocesano.

 

 

Uma solenidade organizada pela Diocese de Garanhuns, pelo Colégio e pela Associação dos Ex-alunos do Diocesano, marcará a volta do Padre Adelmar ao “querido lar”. A programação terá início às 9h, com a celebração de uma Missa na Catedral de Santo Antônio. O momento será presidido pelo Bispo Dom Paulo Jackson. Já a partir das 10h acontecerá o translado dos restos mortais, que serão depositados na Capela do Diocesano.

 

 

EXUMAÇÃO – Em fevereiro deste ano e adotando todos os procedimentos sanitários, a Diocese de Garanhuns viabilizou a exumação dos restos mortais de Dom Thiago Póstma e do Monsenhor Adelmar da Mota Valença, que estavam sepultados na entrada da Catedral de Santo Antônio. Uma Celebração de Exumação, que contou com as presenças do Bispo Dom Paulo Jackson, de Padres da Diocese e de familiares marcou o momento.  

 

 

E época da exumação, o Padre Josenildo Bizerra, pároco da Catedral, revelou ao Blog do Carlos Eugênio que Dom Thiago seria colocado no ossuário na parede da Catedral, juntamente com os demais Bispos ali sepultados e o Padre Adelmar seria levado para o Colégio. “Lá terá mais visibilidade, pois Ele dedicou a vida ao Diocesano. Sua memória permanecerá viva nos corações das gerações”, registrou o Padre Josenildo. Atualmente, os restos mortais do Padre Adelmar estão depositados em uma urna na Sacristia da Catedral. Além das lembranças e dos exemplos do Padre Adelmar, o Diocesano mantém um Memorial, na Praça que leva o nome do Religioso defronte ao Colégio. Para saber mais sobre a História do Monsenhor Adelmar clique AQUI. (Blog do Carlos Eugênio – www.blogdocarloseugenio.com.br)