w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sábado, 02 de novembro de 2013

No Dia de Finados, o
Náutico pode ser rebaixado matematicamente à Série B nacional, caso perca do
Atlético-MG, na Arena Independência, em Belo Horizonte, em jogo que começa às
20h (do Recife). A situação timbu é tão delicada que mesmo se o time vencer na
noite deste sábado (02/11), a queda pode ser ratificada neste domingo (03/11),
caso Bahia e Fluminense vençam.

Matematicamente,
o Náutico ainda não está rebaixado, mas todos no clube já admitiram o fracasso
há algumas rodadas. Falta muito pouco para “os aparelhos serem desligados”
oficialmente nos Aflitos. Com 17 pontos, o máximo que o Timbu poderá alcançar
na Série A são 38 pontos (se vencer os últimos sete jogos). Hoje, os dois times
fora da zona de queda, que ainda podem ser ultrapassados pelos pernambucanos
são Bahia, na 15ª colocação, com 37 pontos, e Fluminense, em 16º, com 36. Eles
teriam que perder todas.

De
volta à equipe, o meia Tiago Real quer adiar o quanto puder essa queda, ainda
mais com a possibilidade de acontecer num momento irônico. “Espero que amanhã
(hoje), Dia de Finados, não seja marcado com a queda do Náutico. Agora a gente
não tem que ficar pensando nisso, pois pode nos influenciar negativamente”,
disse.

No time que entrará
em campo, o técnico Marcelo Martelotte até tinha confirmado os 11 titulares
após o treino da manhã, no CT Wilson Campos, mas precisou mudar seus planos.
Por conta da expulsão contra o Internacional, o lateral-direito Maranhão foi
julgado e pegou quatro jogos de suspensão. Como já cumpriu a automática, ele
terá que ficar de fora por mais três rodadas, a começar por hoje. Seu
substituto deverá ser Auremir, que treinou na posição nesta semana.