w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | domingo, 13 de outubro de 2013

Essa é destaque na
coluna PINGA-FOGO, do JC de 12/10/2013:
“O PT de Pernambuco promete instituir uma oposição a
Eduardo Campos no Estado nunca vista nos últimos sete anos e dez meses das duas
gestões do PSB. Esta voz dissonante se resume hoje a três deputados estaduais:
Daniel Coelho, Terezinha Nunes e Betinho Gomes, que devem ser silenciados em
breve em função do acordo que o PSDB está firmando com o PSB para a eleição de
2014.
Aliás, não resta outro caminho ao partido de Lula e Dilma
depois que Eduardo foi, em cadeia nacional de TV, criticar o modo petista de
governar. No programa do PSB, ele sentenciou: “Estamos no caminho que já deu o que tinha que dar”, posicionando-se como a alternativa.
O PSB ganhou força com o ingresso de Marina Silva,
que se filiou com o objetivo de ter uma sigla para atuar até a Rede vingar.
O PT deve romper e entregar os cargos. Nesse sentido, o
primeiro gesto será dado pelo grupo de Humberto Costa e João Paulo, que se
reúne neste fim de semana. Eles pedirão que os aliados deixem as funções que
ocupam no Estado já nesta segunda, dia 14. Na reunião da executiva nacional, na
próxima semana em São Paulo, Rui Falcão pedirá para os demais petistas fazerem
o mesmo, saindo, inclusive, da Prefeitura do Recife.
Lula quer construir um cerco para isolar Eduardo,
começando pelo quintal dele. Mas aqui é o PT que está isolado e terá que contar
com a ajuda do PTB se quiser fazer alguma frente contra a hegemonia de Eduardo”.