w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | quarta-feira, 09 de outubro de 2013

Tramita nas comissões internas
da Câmara de Garanhuns um projeto de Lei oriundo do Executivo que trata sobre a
diminuição no número de feriados no Município. 



É que através do Projeto de Lei
nº 041/2013, o Prefeito Izaías Régis (PTB) pretende extinguir o feriado de 4 de
fevereiro – instituído em 2009 – e criar o Dia de Garanhuns, a ser vivenciado
no segundo domingo do mês de março, em comemoração a Data Magna do Município.

Com a medida, a Cidade passará
a contar com apenas com os quatro feriados religiosos, sendo eles: A Sexta-feira da Paixão; Corpus Christi; o dia 13 de
junho (em que se comemora o padroeiro da cidade, o Santo Antônio) e o dia 24 de
Junho (Dia de São João).
A
medida do Prefeito deve ter como base os recentes estudos realizados pelo Instituto
Histórico e Geográfico de Garanhuns, que defende a tese de que o Município
ao ser elevado a categoria de Vila, ganhou
toda uma organização e estrutura politica, jurídica e econômica, com a Câmara
de Vereadores, a Comarca e a Cadeia, instituições que caracterizam a condição
de Cidade. A tese é fundamentada na Resolução Municipal nº 144, do então
Prefeito Luiz da Silva Guerra, de 9 de setembro de 1950, e a Carta Régia do
Príncipe Regente do Brasil, Dom João VI, de 10 de março de 1811. A
té então, a povoação de Garanhuns pertencia ao município de Penedo, que, na época, integrava o Estado de Pernambuco. (Saiba mais, acesse: https://blogdocarloseugenio.com.br/v1.br/2013/03/camara-e-instituto-resgatam-historia-de.html
)
A ação de Izaías agrada o
comércio local, já que desde a instituição do novo feriado, a Câmara dos
Dirigentes Lojistas (CDL) se posicionou contrária e tentou mudar a decisão dos
Vereadores por entender que mais um feriado afetaria a economia do Município.     
O vereador Sivaldo Albino
(PPS) que apresentou a proposição que se tornou a Lei nº 3699/2009, instituindo o dia 4 de fevereiro como o feriado
municipal do Aniversário de Garanhuns vem se posicionando contrário a medida
adotada por Izaías.
Segundo
o Parlamentar, o Dia de Garanhuns descaracterizará o sentido das comemorações
do aniversário da Cidade. “Não podemos perder nossa identidade, devemos sim
procurar cada vez mais comemorar e cultivar a história de nossa Cidade. Garanhuns
não pode comemorar a Elevação a categoria de Cidade no segundo domingo de março
como prevê o Projeto, pois a cada ano a comemoração cairá em uma data
diferente, que identidade iremos ter?”, questiona Albino,

registrando que a
comemoração mudará de data a cada ano. “O Projeto quer reconhecer o aniversário
de Garanhuns em 10 de Março, mas a comemoração só será feita no segundo domingo
de março, sem ter uma data exata como é hoje o 4 de Fevereiro. Por exemplo, em
2014 a data cai no dia  9 de Março; em 2015,
no dia 8; em 2016, no dia 13 e em 2017, no dia 12 de Março”, pontuou o Vereador.

A expectativa
é que a matéria passe com folga na Câmara, já que o presidente do Legislativo Municipal,
o vereador Audálio Filho (PSDC) é membro do Instituto e um dos defensores da
tese apresentada pelo Órgão que trata da História do Município, assim como pela
força política de Izaías junto a Câmara, que tem em sua bancada 12 dos atuais 13
Legisladores Municipais.