w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sexta-feira, 29 de setembro de 2017

 
O Prefeito de Águas Belas,
Luiz Aroldo (PT), distribuiu Nota junto a Imprensa justificando os motivos
que levaram o Tribunal de Contas do Estado a expedir Medida Cautelar com a suspensão imediata de todos
os contratos referente a Artistas e um Trio Elétrico para o evento “Festa das
Águas” (saiba mais, clicando AQUI), que aconteceria naquele Município nos
próximos dias 30 de setembro e 1º de outubro. Segundo o Prefeito, o
cancelamento da festa se deu por dívidas deixadas pela gestão do seu
antecessor, Genivaldo Menezes (PT), que governou Águas Belas entre os anos de 2009
e 2016.
Segundo a Nota assinada pelo Prefeito
Petista, O pagamento da folha de pessoal e fornecedores da Atual Gestão (janeiro
a setembro de 2017) está rigorosamente em dia, inclusive com o salário de
setembro, dos funcionários municipais, sendo creditado hoje, dia 29.

Ainda no comunicado publicado
originalmente no portal Agreste Violento, Luiz Aroldo revela que “o Município possui
uma dívida de folha de pagamento dos meses de outubro, novembro, dezembro e
décimo terceiro de 2016, portanto, referente à Gestão 2016, no valor de 
R$ 2.875.430,38 (dois milhões, oitocentos e setenta e cinco mil, quatrocentos e
trinta reais e trinta e oito centavos)”. Aroldo complementa dizendo que a
Prefeitura possui ainda “uma  divida de R$ 6.600.000,00 (seis milhões e
seiscentos mil reais) com Instituto de Previdência – IPREAB, referentes também
à Gestão 2016”.

Ainda segundo o Prefeito, que
foi apoiado por Genivaldo, a Atual Gestão já fez o parcelamento das dívidas e cerca
de 40% do valor das folhas de pagamento em atraso já foi quitado.
O Blog do Carlos Eugênio está a disposição do ex-prefeito Genivaldo Menezes
para publicar a sua versão quanto aos fatos apresentados nesta reportagem.  
Clique AQUI para conferir a Nota de Esclarecimento do Prefeito Luiz
Aroldo na Íntegra.


NOTA DE ESCLARECIMENTO
A Prefeitura Municipal de
Aguas Belas comunica que o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco expediu
Medida Cautelar em 26 de Setembro de 2017, que ordena suspensão da contratação
de artistas e trio elétrico para a realização da tradicional “Festa das Águas”.
A Prefeitura esclarece que:
I –  O pagamento da folha de pessoal e fornecedores da atual gestão
(janeiro a setembro de 2017) está rigorosamente em dias, inclusive sendo
creditado nesta sexta-feira, 29, o salário de setembro.
II Entretanto,  o município possui uma dívida de folha de pagamento
dos meses de outubro, novembro, dezembro e décimo terceiro de 2016, portanto,
referente à GESTÃO 2016, no valor de  R$ 2.875.430,38 (dois milhões,
oitocentos e setenta e cinco mil, quatrocentos e trinta reais e trinta e oito
centavos);
III – Possui ainda o município uma  divida de R$ 6.600.000,00 (Seis
milhões e seiscentos mil reais) com Instituto de Previdência – IPREAB,
referentes também à GESTÃO 2016.
Não obstante o atual Prefeito ter assumido o pagamento parcelado dessas
dívidas, já tendo quitado 40% do valor da folha de pagamento, o Tribunal de
Contas recomendou a não-realização da Festa das Águas.
Assim, todos os contratos de atrações, infra-estrutural e trio elétrico
foram suspensos pela medida cautelar, inviabilizando a Prefeitura de realizar a
Festa.
Desta forma, a Prefeitura Municipal de Águas Belas, em estreita obediência
aos órgãos constitucionais de controle desse DECIDE acatar a Medida Cautelar do
Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco e visando o zelo da gestão pública,
resolve suspender a realização da FESTA DAS ÁGUAS 2017.
A Prefeitura mantem o compromisso de seguir os eventos festivos, tão logo
sejam equacionadas as dívidas citadas.
Águas Belas, 28 de setembro de 2017.
LUIZ AROLDO REZENDE DE LIMA
Prefeito