w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 15 de março de 2022

 

Um esquema de pirâmide que fez cerca de 200 vítimas, a maioria servidores públicos, foi alvo da Operação Miquerinos, desencadeada pela Polícia Civil de Pernambuco. Segundo a corporação, os envolvidos movimentaram cerca de R$ 26 milhões nos últimos 12 meses com o crime de estelionato. Os detalhes da Operação foram apresentados nesta segunda-feira, dia 14, em entrevista coletiva, no Recife. Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, nas cidades de Garanhuns e Paulista.

 

Na coletiva, o titular da Delegacia de Estelionato, Edmilson Batista Ferreira Júnior, explicou que as investigações tiveram início em dezembro do ano passado, quando algumas vítimas procuraram prestar queixa. “A partir daí, a gente se depara com todas as características de uma pirâmide financeira, mais uma”, explicou, ao detalhar as ações policiais.

 

Foram apreendidos computadores, documentos e aparelhos celulares. A Polícia também deu cumprimento a medidas de afastamento de sigilo fiscal e bloqueio de bens e valores dos investigados. Nos endereços dos alvos, foram apreendidos documentos e mídias eletrônicas relacionadas aos fatos denunciados.

 

 

O modus operandi do grupo consistia em prometer aos lesados um lucro de 30% mensal a partir do valor investido. Segundo Edmilson, o dinheiro foi movimentado na conta de uma única pessoa, apontada pela Polícia como o mentor do Grupo. “É o principal investigado. Observamos que em um espaço de 12 meses ele movimentou a entrada e saída de aproximadamente R$ 26 milhões”, completou. Esse líder do grupo não foi preso porque, segundo o Delegado, a Operação ainda está na fase de investigações.

 

“Ele se dizia analista e especialista no mercado financeiro. O crime de estelionato passa necessariamente por uma trama criminosa. Ele apresentava carros caros, um padrão de vida elevado, chegou a ter carro de R$ 500 mil. Se apresentava na rede social gerando uma imagem de pessoa bem-sucedida, de um investidor bem-sucedido e as pessoas começavam a acreditar”, finalizou o Delegado. A investigação, segundo a Polícia Civil, irá prosseguir para identificar outros responsáveis e tentar reparar e/ou minorar os prejuízos das Vítimas. (Com informações e imagem da Folha de Pernambuco. CONFIRA)

 

 

 

* CONFIRA COMO FOI A RECEPÇÃO AOS NOVOS MORADORES DO BOSQUE HELIÓPOLIS
– Na última quinta-feira, dia 10, tivemos a entrega de mais um bloco e chaves dos novos moradores do Bosque Heliópolis!
– Ficamos muito felizes com essa parceria entre a Mano Imóveis e Solida Engenharia, onde juntos construímos a oportunidade de morar bem, no Condomínio mais Charmoso de Garanhuns!
* Aos moradores, sejam todos bem-vindos.