w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | segunda-feira, 13 de junho de 2022

 

Depois das dificuldades ocasionadas pelas recentes chuvas e por uma série de decisões equivocadas em termos da execução da melhor solução para o problema, as obras de requalificação emergencial da Estrada do Flamengo e da Avenida Senador Paulo Guerra seguem o fluxo previsto pela Prefeitura de Garanhuns, que estima resolver o problema num prazo de 30 dias. Os serviços iniciados na última quinta-feira, dia 9, vem sendo realizados num ritmo acelerado, inclusive máquinas e operários trabalharam nesse fim de semana.

 

 

O Prefeito Sivaldo Albino (PSB), ao lado do secretário de Obras, Infraestrutura e Serviços Públicos, Fá Albino, estiveram acompanhando os trabalhos na tarde desse domingo, dia 12. Quem também acompanhou a visita técnica foi o presidente da Câmara de Garanhuns, o Vereador Johny Albino (PSB). “Estamos conferindo o andamento dos serviços e agilizando as demandas que dependam da Gestão Municipal. Devemos entregar esta obra ainda antes do prazo determinado, que é a primeira quinzena de julho”, estimou o Secretário Municipal.

 

 

Após o distrato do contrato com a construtora anterior, a Prefeitura contratou a Secular Comércio Construção e Representação EIRELI, que, de forma emergencial, vem implantando uma nova solução para o problema, inclusive utilizando estruturas prontas de drenagem e pedras para solidificar o terreno.

 

 

“Os estragos das chuvas que levaram à erosão na Estrada do Flamengo, pelo escoamento irregular das águas pluviais, era um problema antigo, devido ao aterramento pelo qual a área passou sem a devida fiscalização. No local destruído, foram encontrados apenas barro, lixo e metralhas, sem nenhuma estrutura em ferro ou concreto que permitisse a confiança em construções no entorno”, justificou a Assessoria. No local, por conta dos problemas relatados pela Assessoria e de projetos equivocados da Secretaria de Planejamento e Gestão, três residências foram interditadas pela Defesa Civil Municipal e os moradores precisaram procurar outros locais para morar.

 

 

“O aterro foi feito de forma irregular ao longo dos anos e levou a esta situação. Mas estamos agora com construtora experiente neste tipo de obra, podemos conferir a evolução dos serviços e vamos entregar em breve, para que a população possa utilizar esta via pública com segurança”, registrou o Prefeito Sivaldo Albino ao final da visita. (Com imagens de Thomas Ravelly/SECOM/PMG)