BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
quinta-feira, 20 de maio de 2021

Dois áudios que circulam no
aplicativo WhatsApp dão conta que as Variantes P1 e P2, do Novo Coronavírus, estariam
ativas aqui em Garanhuns, sendo o principal motivo das novas contaminações e
recentes mortes por COVID-19 no Município. Em um dos áudios, um homem garante
que a Câmara de Vereadores teria trazido essa informação. Os autores de ambos os áudios não se identificaram no momento da gravação. 

Em contato com a Assessoria da
Câmara de Garanhuns foi negada qualquer afirmação nesse sentido. O Blog do
Carlos Eugênio também manteve contato com a Secretaria Municipal de Saúde, que garantiu
não possuir registros oficiais e/ou confirmação, via laboratório e através de
qualquer Órgão de Saúde Pública a respeito do assunto.

Todavia é grande a
possibilidade que a Variante P1 deva estar convivendo entre os Garanhuenses. Em
entrevista coletiva concedida no último dia 6, o secretário Estadual de Saúde,
André Longo, afirmou que a Pasta teria recebido um relatório de vigilância
genômica do Novo Coronavírus, com dados de fevereiro, elaborado pela Fundação
Oswaldo Cruz (Fiocruz), que mostra a predominância da variante P1 do vírus, aqui
no Estado. De acordo com Longo, a imensa maioria das amostras coletadas pela
Fiocruz em fevereiro para análise, em diversas cidades do Estado (Garanhuns não
estava entre elas), mostrou infecções pela Nova Cepa. O Secretário alegou ainda
que a Saúde Estadual aguarda por dados mais recentes da Fiocruz. 

Questionado se o estudo
revelou a possibilidade de Pernambuco estar lidando com outra variante, como a
P2 ou a N9, ainda mais novas e transmissíveis que a P1, André Longo afirmou que
não. “A gente não acredita que haja uma nova variante, a gente acredita
que o que a gente está vivendo hoje é efeito dessa variante, a P1, que a gente
já tinha detectado em amostras de janeiro e agora vê que ela já era
predominante em fevereiro, quase 80% das amostras predominando a P1”, explicou o
secretário André Longo. (Blog do Carlos Eugênio, com informações do Diário
de Pernambuco. CONFIRA)