w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Essa é destaque no
Jornal do Commercio de Hoje, dia 20/12/2016:
“Enquanto na maior parte do
País a expectativa é que as festas de fim de ano reproduzam o baixo movimento
sentido ao longo de 2016, a tendência é oposta em Garanhuns. Em seu terceiro
ano, o Natal Luz ­ iniciado no dia 11 de novembro ­ está mudando o calendário
turístico da Cidade. O movimento já chega a ser 80% superior ao do mesmo
período do ano passado. Durante a semana as ruas se enchem de visitantes de
municípios próximos, enquanto nos fins de semana turistas de outros Estados do
Nordeste lotam os hotéis.
O volume de pessoas na Cidade surpreendeu
a todos. “Recebemos a programação, mas, pela própria conjuntura do País,
não estávamos esperando muito. Fomos surpreendidos”, comemora a
proprietária da Chocolate Sete Colinas, Tânia Helena Ribeiro. Segundo ela, a
produção foi ampliada em 30% e mesmo assim não está dando conta da demanda. O
jeito está sendo ampliar o horário de trabalho dos funcionários para não deixar
de vender.
Outro aspecto positivo
destacado pelos comerciantes é o perfil do público atraído pela festa de Natal
da cidade. “No Festival de Inverno, o movimento maior é de estudantes, que
não gastam muito. Agora no Natal, apesar da crise, são famílias que vêm
dispostas a gastar”, analisa a proprietária do restaurante Relojoeiro,
Sabrina Santos. Ela afirma que tem mantido as portas abertas até as 2h da manhã
nos fins de semana, algo inimaginável no resto do ano. O horário estendido tem
garantido um aumento de cerca de 50% nos atendimentos. Nos principais hotéis da
Cidade não há mais vagas para os próximos fins de semana.

Apesar de superar a quantidade
prevista, o movimento positivo reafirma as expectativas indicadas pela pesquisa
encomendada pela Fecomércio­-PE, realizada pela Ceplan e Sebrae-­PE. O estudo
mostra que os empresários de serviços de alimentação do Agreste eram os mais
otimistas do Estado para o período, já que 45,1% acreditava que o resultado
seria maior que o do ano passado. O sucesso da nova data do calendário vem em
um momento essencial para a Cidade. A recessão sentida em todo o País chega com
mais força aos municípios do Agreste pernambucano, que também enfrenta um
período de cinco anos de seca. No caso de Garanhuns, a água é determinante para
uma das principais atividades da cidade, a produção leiteira.

O contraponto a essa realidade
é comemorado pela prefeitura. “Encontramos um vácuo no mercado, não há uma
cidade com um Natal muito forte no Nordeste. O resultado surpreendeu, estamos
recebendo pessoas de vários Estados”, afirma o Prefeito Izaías Régis
(PTB). O aumento da frequência de público vindo de Maceió e Aracaju é
confirmada pelos comerciantes, que ainda destacam turistas de Fortaleza como a
novidade deste Natal. Segundo a Prefeitura, o investimento público feito em
decoração e atrações musicais e culturais foi de R$ 1,8 milhão, além de R$ 204
mil conseguidos com patrocínios. A expectativa da administração municipal é que
a programação movimente cerca de R$ 20 milhões na economia da Cidade. (Com informações e imagem do Jornal do
Commercio. CONFIRA)