BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

O Prefeito Sivaldo Albino (PSB) vem promovendo uma série de mudanças na estrutura funcional da Prefeitura de Garanhuns, sobretudo nos segmentos da Saúde e da Educação. As principais modificações se referem aos postos de trabalho onde atuam Médicos, Odontológos, Enfermeiros e Gestores Escolares. 

Na Saúde, além de trabalhar para completar o quadro de Médicos, para que todas as 38 Unidades de Saúde da Família (USF) do Município passem a contar com um Profissional de Medicina atendendo a população, a determinação é promover um rodizio entre os Médicos, Odontólogos e Enfermeiros nas equipes das Unidades Básicas espalhadas pela Cidade, Distritos e localidades rurais.

 

 

“Nenhum Médico é dono de Posto de Saúde! E nós entendemos que é preciso dar novos ares, novo ânimo, para que esse Médico também não fique acomodado. Porque tem Médicos aí que estão há 10, 15, 16 anos no mesmo PSF”, observou o Prefeito, que complementou: “o argumento de dizer que fez um bom trabalho, ótimo, então esse Médico ou Médica que fez um bom trabalho em qualquer PSF, vai fazer em um que está precisando”, chamou a atenção Sivaldo, em entrevista ao programa ‘O Arraiá do Gláucio Costa’, da Marano FM.

 

MUDANÇA DESAGRADA – Apesar da justificativa apresentada pelo Prefeito de Garanhuns para realizar as mudanças, em várias localidades, sobretudo no Distrito de São Pedro; na comunidade de Manoel Chéu e em algumas áreas de Heliópolis, entre outras, membros das comunidades começam a se unir na tentativa de convencer o Prefeito Garanhuense a mudar de posição e manter Médicos e Enfermeiros nas suas atuais Unidades. Em São Pedro, existe, inclusive, alguns movimentos populares visando garantir a manutenção do Médico Ulisses Pereira, na Unidade de Saúde local.

 

 

Mas, apesar do apelo popular, Albino sequer sinaliza que mudará o planejamento, mesmo em meio às pressões. “Nenhum vai ficar no mesmo Posto de Saúde. Essa é uma decisão nossa, pra que a gente possa realmente começar esse processo de mudança na saúde. E vai começar a mudança tirando as equipes médicas dos Postos de Saúde que estavam. Porque, por melhor que seja o profissional, entendo que quando você passa muito tempo ali, às vezes você cria essa acomodação”, pontuou Sivaldo, ressaltando que os que estão empenhados e tem compromisso com a Saúde Pública realizarão um bom trabalho em qualquer lugar. 

MUDANÇAS TAMBÉM NA EDUCAÇÃO – Já na Educação a determinação é mudar os Gestores das Escolas Municipais, porém, nem todos. É que 50% dos educadores deverão permanecer à frente das Escolas, enquanto outros deixarão os Cargos, sendo inclusive transferidos de Setor ou de Escola. 

A informação partiu do próprio Prefeito durante reunião junto a secretária de Educação, Wilza Vitorino, e os Gestores, realizada na última quinta-feira, dia 21, no auditório da Escola Letácio Brito, na Boa Vista. “O nosso ritmo é acelerado e, para que possamos produzir e fazer a diferença, mudanças são necessárias”, justificou Sivaldo, em material publicado no Facebook da Prefeitura, ao comentar o assunto. 

Informações apuradas pelo Blog dão conta que as escolas CAIC (Indiano); José Ferreira Sobrinho (São Pedro); Monsenhor Tarcísio (Magano); Amilcar Valença (Heliópolis); Jaime Luna (Cohab 3); Julião Capitó (Iratama), Padre Dehon (Boa Vista) e Ranser Alexandre Gomes (Magano), entre outras, contarão com novos Gestores. 

PRESSÃO POPULAR II – Assim como na Saúde, o Prefeito deve receber pressões para manter alguns educadores à frente das Escolas. É o caso da Escola Ranser Alexandre Gomes, localizada na Praça Campos Sales, no Magano. É que o professor Isaque Lima está na direção da Escola há 27 anos e, diante da decisão de Albino, terá que deixar o Educandário Municipal, notícia que não vem agradando a comunidade escolar. Informações que circulam nas redes sociais e via aplicativo WhatsApp, dão conta que um protesto vem sendo organizado na tentativa de reverter a decisão do Governo Municipal e manter o Profissional à frente da Ranser Alexandre.