BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
quinta-feira, 05 de setembro de 2019

 
Após constatar que a
Prefeitura de Lajedo conta hoje com mais servidores temporários e comissionados
que efetivos no quadro funcional, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE)
recomendou ao Prefeito Rossine Blésmany (PSD) adotar as práticas cabíveis para
deflagrar, no prazo máximo de 180 dias, concurso público para o preenchimento
de cargos efetivos vagos, cujas funções estejam sendo desempenhadas por
contratados.

De acordo com a promotora Giovanna Mastroianni de Oliveira, o município de
Lajedo realizou o último concurso há quase dez anos, em dezembro de 2009. Desde
então, a mão de obra do poder público municipal tem sido suprida com
temporários e comissionados.

“No ano de 2015 foi feita uma
recomendação para a Prefeitura de Lajedo realizar concurso e preencher as
vagas, o que não foi acatado. Em reunião na sede da Promotoria, em maio de
2018, o Município apresentou cronograma indicando que o Concurso seria
realizado no mês de novembro daquele ano, havendo descumprimento não justificado
desse prazo. Tais fatos evidenciam subversão à regra do concurso público”,
alertou a promotora de Justiça.
(Com informações do MPPE)