BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
segunda-feira, 29 de março de 2021

Ministério Público Federal
(MPF), Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), Ministério Público do
Trabalho (MPT) e defensorias públicas da União (DPU) e do Estado de Pernambuco (DPPE)
expediram recomendações para que seja suspensa a vacinação contra COVID-19 de
profissionais de saúde que não atuem no atendimento direto a pacientes, na
vigilância, na regulação ou na gestão em saúde.


Os documentos são direcionados
às secretarias de Saúde dos municípios de Garanhuns, Águas Belas, Angelim, Bom
Conselho, Brejão, Caetés, Calçado, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Iati,
Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Saloá, São Bento
do Una, São João e Terezinha, entre outros de áreas de atribuição da Procuradoria
da República em Pernambuco. A recomendação aos municípios do Agreste Meridional
tem assinaturas das procuradoras da República, Ticiana Nogueira, Natália Soares
e Polireda Madaly Medeiros. 

O objetivo é suspender
imediatamente a vacinação dos profissionais de saúde que atuem em
estabelecimentos de serviços de interesse à saúde, como academias de
ginásticas, clubes, salões de beleza, clínicas de estética, óticas, estúdios de
tatuagem e estabelecimentos de saúde animal. A única exceção é para os
profissionais que já tenham recebido a primeira dose da vacina, que poderão
receber a segunda, para evitar desperdício do imunizante. 

Na recomendação,
requer-se ainda que seja ampliada a vacinação das pessoas idosas, avançando nas
faixas etárias até atingir todos o grupo dos maiores de 60 anos e,
na sequência, dos grupos prioritários previstos no Plano
Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19. Clique AQUI para conferir a recomendação na Integra.

QUER SABER MAIS SOBRE O CARTÃO DE TODOS? CLIQUE AQUI.