w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sexta-feira, 20 de maio de 2022

 

Após reunião nessa quinta-feira, dia 19, Miguel Coelho e Raquel Lyra chegaram ao entendimento de que a melhor estratégia pra garantir a mudança, tirando a hegemonia do PSB, é ter múltiplas candidaturas. Sendo assim, Miguel e Raquel serão candidatos ao governado do Estado, respectivamente pelo União Brasil e PSDB. A decisão foi tomada durante reunião ocorrida no Recife e dá um ponto final às rodadas de negociações que já se arrastava há mais de um mês entre os pré-candidatos, que avaliavam uma possível aliança. 

 

 

“Tivemos uma conversa importante e chegamos ao entendimento que o melhor caminho para a mudança é um cenário com múltiplas candidaturas. Então, seguiremos com nossa pré-campanha ao Governo de Pernambuco consolidada e crescente. E ao mesmo tempo respeitamos a posição da ex-prefeita Raquel de se colocar como opção também”, disse o pré-candidato a governador Miguel Coelho.

 

 

Segundo análises de lideranças ligadas ao ex-prefeito de Petrolina, publicadas pelo Diário de Pernambuco, Miguel Coelho é o candidato de oposição com melhor performance na disputa. Em recente pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas, o pré-candidato aparece empatado tecnicamente com Raquel Lyra, segunda colocada. O Estudo também mostrou uma queda acentuada da tucana de cerca de dez pontos percentuais em relação a uma pesquisa anterior, fato atribuído a entrada de Marília Arraes (SD) na disputa. Ainda segundo os partidários de Miguel, o pré-candidato do União Brasil conta com um arco de alianças composto por 35 municípios espalhados em todas as regiões do Estado e terá o maior tempo de TV entre todos os pré-candidatos da oposição. (Com informações do Diário de Pernambuco. CONFIRA)