w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | quarta-feira, 21 de maio de 2014

O Matadouro Municipal de Garanhuns vem
passando desde o mês de outubro de 2013 por reformas em sua infraestrutura. O
prédio já recebeu novos equipamentos e se adequou às legislações ambientais e
sanitárias. Devido ao fechamento de outros matadouros em cidades
circunvizinhas, o estabelecimento passou a funcionar de maneira regional,
chegando a atender, atualmente, cerca de oito municípios do Agreste Meridional.
De acordo com o secretário de Agricultura e
Abastecimento, Epaminondas Borges Filho, assim como a grande parte dos
municípios brasileiros, o matadouro local estava funcionando com dificuldades
por nunca ter recebido uma grande reforma desde a sua construção. “Esse
problema está presente em diversos lugares e em regiões diferentes. As
prefeituras responsáveis, em sua maioria, não possuem recursos para manter
adequadamente esses espaços. Saímos na frente em diversos aspectos com essa
reforma”, comenta.
Para viabilizar melhorias no serviço
executado durante e após o abate de animais, a Prefeitura de Garanhuns, por
meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento realizou um processo de
licitação – Processo Licitatório nº 23/2014 e Concorrência Pública nº 003/2014)
para a concessão administrativa do matadouro. Com a reforma, o matadouro está
se adequando, também, à qualificação de pessoal, transporte de mercadorias e o
tratamento dos resíduos.

Atualmente, além de Garanhuns, partes dos
municípios de São João, Lajedo, Jupi, Jucati e os municípios de Brejão e
Correntes abatem bovinos no local. A expectativa é de que, em aproximadamente
30 dias, suínos também passem a ser abatidos.