w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sexta-feira, 03 de agosto de 2018

O diretório do Partido do Trabalhadores de Pernambuco (PT-PE) decidiu
manter a candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes (PT) ao Governo
Estadual. A decisão foi formalizada em convenção realizada nesta quinta-feira, dia 2,
no Praia Hotel, Zona Norte da Capital. Dos 251 delegados presentes na
plenária, 230 foram a favor, 20 contra e houve apenas uma
abstenção. 
“Finalmente, nós tivemos a oportunidade de mostrar o que é que a
base de Pernambuco quer. São 300 delegados que representam todos os filiados do
PT, mostra que quando se constrói uma ideia, seja ela uma candidatura, seja ela
um projeto, da base, a gente tem muito mais consolidação. Mostra efetivamente
qual é a melhor tática, a melhor aliança, que é com o povo”, disse Marília
no discurso.

A decisão também foi aprovada pelo presidente do PT estadual, Bruno
Ribeiro. “Estamos unidos porque acreditamos em Pernambuco, no PT, na
defesa de Lula. Ganhou com maioria folgada a tesa da candidatura própria, como
vocês sabem, há uma da nacional com outro sentido, vamos mandar a ata, já há outro
recurso, isso será examinado pelo diretório nacional”, afirmou.

APOIO DE LULA – No evento, a neta de Miguel Arraes garantiu
que o ex-presidente Lula concordou que a sua campanha fosse mantida. “O
recado que eu recebi de Lula foi dizendo pra gente tocar a campanha e que se
ele estivesse aqui estaria na campanha foi o recado direto que a gente recebeu
dele”, afirmou a neta de Miguel Arraes. Caso seja confirmada a candidatura de
Marília, os candidatos ao Senado na chapa da petista deverão ser Humberto Costa (PT) e
Sílvio Costa (AVANTE).



Mas no entendimento do
jornalista Igor Maciel, que assina a coluna Pinga Fogo do Jornal do Commercio, a
vitória de Marília no encontro estadual não modifica a decisão da executiva
nacional que rifou a candidatura por 17 votos contra 8. “Mas legitima o desejo
da militância em Pernambuco e mostra que o partido no Estado, em sua maioria,
nas ruas, pode ignorar Humberto Costa e o PSB. A dúvida é quem essa massa
apoiará”, analisa Maciel.
(Com informações
do JC Online. CONFIRA)