BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sexta-feira, 21 de maio de 2021

Faleceu, nesta sexta-feira,
dia 21, aos 67 anos, o geólogo José Oliveira Rocha, conhecido como Zé da Macuca.
Fundador do Boi da Macuca, ele transformou o espaço localizado em Correntes, em
um polo cultural que anualmente movimentada a região com apresentações
artísticas.

Zé estava internado desde a
última segunda-feira, dia 17, no Hospital Santa Joana, em Recife, apresentando
problemas no coração. Na unidade de saúde, seu quadro teve uma piora na terça-feira,
dia 18, quando foi transferido para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).
Nesta sexta-feira, à 0h47, o geólogo e produtor cultural faleceu por insuficiência
respiratória.

Em um texto escrito por seu filho,
Rudá, e publicado nas redes da Macuca, o legado de Zé é celebrado e sua alegria
e capacidade de mobilização, exaltadas. “Zé deixou um legado cultural
vivo! O Boi e a Macuca transpassam gerações e continuarão a missão iniciada por
ele. Missão esta que não tem fim. Era este o desejo e era este o tom de muitas
conversas nos últimos tempos. A Fazenda também permanecerá sendo uma fortaleza
cultural pulsante”, publicou Rudá. 

A Fazenda Macuca, que
pertenceu aos pais de Zé, José da Rocha Sobrinho e Otacília Oliveira
Rocha, sedia desde 1989 o Boi da Macuca, que ao longo das décadas se tornou um
símbolo de resistência e divulgação da cultura pernambucana, nordestina e
brasileira. A fundação do projeto aconteceu em 18 de fevereiro, dia do
aniversário de José Oliveira Rocha. Entre as atividades que ali aconteciam (até
a eclosão da pandemia do Novo Coronavírus) estão o São João da Macuca e o
Festival Macuca das Artes. Além das festas no sítio, há ainda no calendário da
agremiação o Baile da Macuca, prévia de Carnaval em Olinda, e o Forró da
Macuca, prévia de São João, também em Olinda. (Com
informações e imagens do JC Online. CONFIRA)