w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sexta-feira, 22 de julho de 2022

 

A divisão dos Petistas em Pernambuco, com uma ala apostando na aliança com o PSB e que garante o apoio declarado de Lula a Danilo Cabral (PSB), e outra que segue fiel ao projeto político de Marília Arraes (Solidariedade), ficou ainda mais evidente com a agenda do Ex-presidente em Pernambuco nos últimos dois dias.

 

 

Desde o evento em Garanhuns nessa quarta-feira, dia 20 (relembre clicando AQUI), passando por Serra Talhada e por fim em Recife, partidários de Marília, que apoiam Lula, protagonizaram vaias à todos aqueles que se posicionam a favor de Danilo. Apenas Lula e Alckmin foram poupados da ação dos grupos, que vaiaram o presidente do PT no Estado, deputado Estadual, Doriel Barros; os prefeitos de Garanhuns, Sivaldo Albino (PSB); do Recife, João Campos (PSB) e a Prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT). O movimento não poupou o senador Humberto Costa (PT); nem o governador Paulo Câmara tampouco os pré-candidatos Teresa Leitão (PT); Luciana Santos (PCdoB) e Danilo Cabral (PSB).

 

 

Em meio aos gritos da militância petista, que nos eventos entoava o nome de Marília Arraes, a pré-candidata ao Senado, Teresa Leitão, em Garanhuns, e o deputado Doriel Barros, em Olinda, cometeram gafes e trocaram nomes de aliados, chamando-os de Marília. Nos eventos foi preciso Lula intervir para que a ala pró-Marília deixasse Paulo Câmara e Danilo Cabral discursar, sobretudo em Garanhuns, mas também durante o ato no Classic Hall, em Olinda, nessa quinta-feira, dia 21, no encerramento da visita do Ex-presidente a Pernambuco.

  

 

ESTRATÉGIAS – Se em Garanhuns, a Frente Popular foi surpreendida pelas vaias, não faltaram estratégias para tentar minimizar os gritos ecoando o nome da pré-candidata a governadora Marília Arraes (Solidariedade) e as vaias a integrantes do PSB durante o ato público no Classic Hall. Um efeito sonoro simulando aplausos da multidão foi um dos recursos usados nos discursos. Outra estratégia utilizada foi a sincronia com a orquestra de frevo, sempre tocando com mais efervescência, numa espécie de duelo para abafar a reação negativa de parte do público. Porém, em todos os atos ficou evidente que Marília Arraes foi a ausência mais presente nos eventos de Lula com o PSB.

 

 

APOIO A DANILO CABRAL REAFIRMADO – Em meio ao clima de intranquilidade que pairou nos eventos no Estado, e assim como fez em Garanhuns e em Serra Talhada, Lula reforçou o apoio a Danilo, também diante do público da Capital, e garantiu que voltará várias vezes a Pernambuco. “Quero que vocês saibam que meu candidato tem nome, é Danilo, do PSB. Nós vamos ganhar as eleições, a presidência para começar a revolução mais pacífica deste País”, disse o petista, encerrando seu discurso. (Blog do Carlos Eugênio – www.blogdocarloseugenio.com.br)

 

 

* OPORTUNIDADE DE ALUGUEL

 

– Casa no bairro Severiano de Moraes Filho, com três quartos e garagem para dois carros. Medindo 98m². Para mais informações ligue e agende uma visita com nossos Corretores: (87) 3764-1088 e (87) 99926-0223 (WhatsApp).

 

– Acesse também nosso site: www.manoimoveis.com.br e busque pelo código: CA1184.