w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sábado, 11 de junho de 2022

 

O show do cantor Ávine Vinny que aconteceria na noite de ontem, dia 10, em Saloá, não foi realizado. É que o Prefeito Júnior de Rivaldo (PSB) teve que acatar uma decisão judicial cancelando a apresentação em que seriam investidos R$ 110 mil reais, com recursos próprios, e oriundos do Departamento de Cultura, órgão ligado à Secretaria de Educação daquele Município. A Justiça se posicionou contrária a contratação após ser provocada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

 

 

A abertura da programação do “São João da União”, promovido pela Prefeitura com o apoio do Governo de Pernambuco, através da Fundarpe e da Empetur, foi marcada apenas pelo show de Santanna, cuja contratação pode ter sido viabilizada pelo Governo Estadual. Ao discursar no Palco do Evento durante o show dessa sexta-feira, o Prefeito Júnior de Rivaldo responsabilizou a oposição por uma suposta denúncia que teria motivado a decisão judicial.

 

 

Além de Ávine Vinny, também estão previstos shows com as atrações João  Victor (dia 23); Belinha Lisboa (dia 28) e Nattan (dia 30), que juntos com o show cancelado da noite de ontem, representam um investimento de R$ 430 mil reais aos cofres públicos municipais de Saloá. Todos os pagamentos estão previstos para serem efetuados através da dotação orçamentária  “Promoção e Patrocínio das Festividades Cívicas, Tradicionais, Folclóricas e outros Eventos Culturais”, do Departamento de Cultura, que é ligado a pasta da Educação Municipal, conforme Contratos disponíveis no Portal da Transparência Municipal e que podem ser baixados clicando AQUI.

 

 

REAJUSTE DOS PROFESSORES – Cogita-se na Cidade que a “denúncia” que resultou no cancelamento da atração foi motivada pelo fato de que a Prefeitura de Saloá segue sem definir o Reajuste Salarial dos Professores, estipulado em 33,24%, com efeitos retroativos a janeiro deste ano, pelo Governo Federal. De acordo com publicação do Blog do Wellington Freitas, que é Professor e já foi Vereador em Saloá, o fato da dotação orçamentária dos recursos que seriam utilizados para o pagamento das atrações estarem na Secretaria de Educação geraram um repercussão bastante negativa na Cidade, fato que deve ter motivado as supostas denúncias ao MPPE e a consequente decisão judicial cancelando o show de Ávine Vinny.  

 

 

E AGORA? – A expectativa é que a Prefeitura de Saloá recorra da decisão judicial para garantir as apresentações dos artistas João Victor; Belinha Lisboa e Nattan. Como não serão pagos com recursos do Município, sendo custeados pelo Governo do Estado, os shows de Gleydson & Herricky (dia 23); Victor Santos (dia 28) e Jorge de Altinho (dia 30) seguem mantidos. A Prefeitura de Saloá ainda não se pronunciou sobre o assunto. O Blog do Carlos Eugênio segue a disposição para publicar a versão do Governo Saloaense sobre os fatos trazidos nesta reportagem. (Blog do Carlos Eugênio – www.blogdocarloseugenio.com.br)