w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | domingo, 08 de dezembro de 2013

Recebemos o seguinte artigo/questionamento de Ivan Rodrigues – Presidente
local do PSB:
“Falou-se tanto que o Prefeito
Izaías ia ter uma audiência com o
Presidente Lula para tratar do caso da FAMEG, e ele próprio confirmou para mim naquele dia
da audiência pública na Câmara de Vereadores
do Recife, que ficamos todos no aguardo do resultado. De repente não se fala mais nisso e que
uma nova versão é apresentada pelo Prefeito
que esteve em Brasília no Ministério da Educação acompanhado do Senador Armando Neto, concluindo que a
solução é processar um tal de  Messias,
simples secretário executivo do Ministro.

Essa história do Messias é matéria requentada da audiência que vocês tiveram com ele há mais de dois meses,
com uma experiência desagradável do
desrespeito com que esse cidadão (será que é) tratou a todos, inclusive ao Deputado Fernando Ferro
que foi obrigado a reagir à desconsideração sofrida.

Não se fala mais da tão alardeada audiência com o nosso Presidente Lula e pela
informação que você transcreve de uma entrevista a Marcos  Cardoso, O Sr. Prefeito limita-se a informar
“QUE RECENTEMENTE ESTEVE NO MEC COM O SENADOR ARMANDO MONTEIRO” e adianta que
“QUE REALMENTE HAVIA UM BLOQUEIO DENTRO DO MEC E QUE A FAMEG DEVERIA PROCESSAR
JORGE MESSIAS QUE ESTAVA ATRAPALHANDO O PROCESSO  DA MIGRAÇÃO”.
Aí, cabe o jargão: Perguntar
não ofende!. 1º – O que foi feito
da audiência com o Presidente Lula?. Existiu ou não?. Foi cancelada?. Foi marcada outra data?.
2º – Esteve no MEC, com quem?. Mais uma
vez, não foram recebidos pelo Ministro?. 3º – De novo, foram recebidos pelo Sr. Messias, para ouvir
a mesma história?. 4º – Que elementos
o levaram à conclusão de que existe um bloqueio dentro do MEC?. 5º – Sob que pretexto a FAMEG deve
processar Jorge Messias, se a decisão engavetadora
é do MEC?.

Na verdade, chega de mistificação. Você não acha estranho que mesmo com o trabalho enorme dedicado à
causa pelo Deputado Fernando Ferro,
ninguém conseguiu, até hoje, a menor palavra e o menor gesto do PT de Garanhuns, que divide com o PTB
a governança de nossa terra, sobretudo
considerando que os dois ministros responsáveis pelo caso são figuras expressivas do PT? Qual a
razão desse contraditório alheiamento do
PT local à luta pela FAMEG?. De qualquer forma, está chegando a hora de “dar
nome aos bois” e publicamente
denunciar os que para impedir o seu desenvolvimento. A causa é nossa, de todo o seu povo e
não somente da FAMEG.


Estão vendo todos vocês como o jogo é duro e na base do vale tudo?. Chegou a
hora de demonstrar nossa garanhunsidade (o nome é feio, mas define o sentimento) e exigir
definições. Diante dessas circunstâncias, quem
não abraçar essa luta coloca-se ostensivamente contra nossa terra e vai ter de prestar contas no futuro. Com
o abraço indignado de Ivan Rodrigues”.