w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 03 de abril de 2018

Essa é destaque no Portal V&C Garanhuns:

Professores da Escola Estadual
São Cristóvão, localizada na comunidade da Liberdade, aqui em Garanhuns, estiveram
nessa segunda-feira, dia 2, na 2ª Delegacia de Polícia Civil para registrar um
Boletim de Ocorrência contra atos de vandalismo e ameaças que vem sendo praticadas,
segundo eles, por menores infratores, sobretudo no turno da tarde. Os
educadores pedem um policiamento ostensivo e mais segurança para seguir
trabalhando. Além da Polícia Civil e da Polícia Militar, que realiza rondas periódicas na Escola, o Conselho Tutelar e o Ministério Público também foram
acionados pelos educadores.

“Não temos segurança para trabalhar. Na última terça (dia 27) um
menor chegou chutando a porta da minha sala de aula. Não quero morrer na mão
deles. Não quero fazer parte desta estatística”, disse a professora Maria
da Conceição, que leciona na Escola São Cristóvão. Ainda segundo a Professora, ela
já não consegue dormir direito e está com o psicológico abalado com os
constantes ataques à Escola, não sabendo se voltará a lecionar no Educandário. Segundo
a Educadora, as invasões são constantes. “Eles entram na Escola chutando
portões jogando pedras, tijolos, atirando garrafas e aterrorizando os funcionários,
professores e alunos”, desabafou.


“Eu estou visada por eles porque faço o trabalho disciplinar.
Estou na mira deles porque eles acham que é eu chamo a Polícia”, relevou a
educadora de apoio Maria do Carmo, que também trabalha no São Cristóvão. “Os
pais imaginam que os filhos estando na Escola estão seguros, mas depois desses
ataques, eles têm percebido que o ambiente escolar não está sendo mais um local
seguro”, frisou a Educadora. Ainda de acordo com Maria do Carmo os autores
desses atos de vandalismo são alunos e ex-alunos da Escola Estadual instalada
na comunidade da Liberdade.

A situação no Educandário é tão grave, que no último mês de fevereiro, o
carro do Gestor da Escola, um Prisma, modelo 2014, foi incendiado por um menor,
que não teria gostado de ser questionado sobre mal comportamento. Outro Educador
foi ameaçado de morte recentemente porque pediu para o grupo baixar o volume de
uma caixa de som.

A POSIÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO –
O Governo do Estado se
pronunciou sobre o problema através de uma Nota Oficial. Confira:

“A Secretaria de Educação do Estado informa que os menores não são
estudantes da Escola Estadual São Cristóvão, localizada no bairro da Liberdade,
em Garanhuns. Inclusive, a unidade de ensino possui uma boa relação com a
comunidade escolar. O caso está sendo tratado pela gestão escolar e pela
Gerência Regional de Educação do Agreste Meridional com todos os órgãos competentes,
a exemplo da Polícia Militar, que tem intensificado as rondas na localidade da
escola; Conselho Tutelar; Ministério Público e Juizado, que já foram acionados
e estão acompanhando o caso. Hoje, as aulas estão acontecendo normalmente”.
(Com
informações e imagens do Portal V&C Garanhuns. CONFIRA)

Clique em Player e
ouça entrevistas com profissionais da Escola Estadual São Cristóvão. O material
foi veiculado, com exclusividade, pelo Portal V&C Garanhuns: