w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017

Essa é destaque no Portal Agreste Violento:
Policiais Civis da 22ª
Delegacia de Homicídios de Garanhuns ao chegarem para trabalhar na manhã desta
segunda-feira, dia 6, encontraram o vidro de uma das janelas do prédio quebrado
e um veículo apreendido, apresentando falta nas peças do motor.
Um veículo Gol que se encontra
há bastante tempo apreendido na frente do prédio da Delegacia teve várias peças
do motor roubadas, possivelmente durante uma das noites deste final de semana. Apesar
da quebra do vidro de uma janela que dá acesso ao interior da Delegacia ter
sido quebrado, não há sinais que o Prédio foi invadido, já que portas das salas
estavam intactas. Peritos do Instituto de Criminalista (IC) foram acionados
para virem a Garanhuns periciar as instalações da Delegacia, que fica na
comunidade da Brasília.

Essa não é a primeira
investida contra uma Delegacia aqui em Garanhuns. Recentemente ladrões entraram
em outra Delegacia da cidade e roubaram duas armas de grande poder de fogo: uma
metralhadora ponto 40 e uma espingarda calibre 12. As Armas até o momento não
foram encontradas. (Com informações e
imagens de www.agresteviolento.com.br)


NÃO HOUVE ROUBO: Delegado esclarece
Ocorrência na Delegacia de Homicídios 
Essa é destaque no portal Agreste Violento:
“Em contato com a Redação do Agreste Violento, o Delegado João Lins,
titular da  22ª Delegacia de Homicídios, sediada aqui em Garanhuns, informou
que, após a realização de perícia pela equipe do Instituto de Criminalística de
Caruaru, verificou-se que não houve qualquer arrombamento (ninguém entrou na
Delegacia) ou furto de objetos internos, ou mesmo externos ao prédio onde
funciona a 22ª Delegacia de Polícia de Homicídios, com sede aqui em Garanhuns.
O que ocorreu, segundo o Delegado, foi a quebra da janela de vidro do
banheiro social, mediante o arremesso de um pedaço de ferro, tratando-se de
ação de vandalismo, para o qual já foi aberto um inquérito para apurar a
autoria.
Também se verificou, após perícia, que não houve o furto de peças de um
Veículo que se encontra na frente da Delegacia, eis que o dito veículo já
apresenta a falta de tais peças há anos, não tendo sido mexido na estrutura que
restou. Todas as ações necessárias à prevenção e repressão do ocorrido já foram
tomadas, para que o caso tenha sua devida solução”.