BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
segunda-feira, 10 de maio de 2021

Garanhuns inicia uma nova
semana somando, segundo dados do Ministério de Saúde, 170 óbitos por COVID-19. Já
de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, outros 17 óbitos estão em
investigação no Município.

Até ontem, dia 10, haviam sido
confirmados 9.619 casos positivos da COVID-19 no Município. Deste total, 8.431 pessoas
se recuperaram após cumprir o período de isolamento domiciliar e não apresentar
mais sintomas (87,64%) e outras 398 que foram confirmadas com a doença estão em
monitoramento. Enquanto isso, 23.644 já foram vacinadas com a primeira dose e
11.523 completaram a imunização com a segunda dose da vacina contra a COVID-19.

Informações repassadas pelas
Unidades de Saúde ao Ministério Público dão conta que dos 30 Leitos de UTI disponíveis
para atendimento dos pacientes graves de Garanhuns e do Agreste Meridional, apenas
quatro estavam disponíveis no último sábado, dia 8.

Dos 58 leitos clínicos disponíveis
nos hospitais Perpétuo Socorro; Dom Moura; Palmira Sales e na Unidade de
Tratamento COVID-19 apenas 5 estavam disponíveis no último sábado, dia 8. Não
tivemos acesso as informações referentes aos leitos do Hospital Monte Sinai, que possui 14 leitos de isolamento COVID-19, desses,
quatro equipados com respiradores. Já o setor exclusivo para atendimento de
crianças com COVID-19 estava no último sábado, dia 8, com internos, com idades
entre 29 dias e 2 anos.

Diante desses números e do
fato de que a vacinação segue lenta pela baixa oferta dos imunizantes, de
acordo com Médicos radicados na Cidade e na Região, bem como de vários cidadãos
que se expressam via órgãos de Imprensa e nas redes sociais, cresce a
necessidade de que o Governo do Estado possa implantar, seja por iniciativa
própria ou em parceria com os Municípios, novos leitos, tanto clínicos, quanto de
UTI, para tratar os pacientes com COVID-19, de Garanhuns e de todo o Agreste
Meridional.

“Sim, tudo bem colapso! Mas,
quantos leitos têm na cidade para atender toda uma região? Começamos isso em
2020, será que não deu tempo de aumentar os leitos? Paramos várias vezes ano
passado para não entrarmos em colapso, o vírus ficou desenfreado, ao invés de
tantas notícias terroristas, não seria mais interessante pressão no Governo para
aumentar os leitos e avançar com essa bendita vacina? Já temos a vacina, pôxa,
isso é o que me revolta! Cada notícia de morte de um amigo, eu entro em colapso
de angústia, sabendo que aquela morte poderia ter sido evitada. Me desculpa,
mas isso foi uma tragédia anunciada em 2020, o Colapso em Garanhuns!”, desabafou,
via facebook, a cidadã Luciana França.