w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | segunda-feira, 06 de janeiro de 2014

A Igreja mais antiga de Garanhuns
corre o risco de desabar. É o que registra reportagem do Jornalista Roberto
Almeida. Segundo Almeida, que recebeu a informação da leitora Maraisa Oliveira,
o telhado daquele atrativo turístico está corroído pelos cupins e pode cair a
qualquer momento, levando junto às paredes que foram construídas com barro e
tijolos artesanais.
A Igreja fica localizada na comunidade
quilombola do Timbó, nas proximidades da sede do distrito de Iratama. A
construção do templo é do final do século XVIII e segundo documentos antigos
encontrados no local, a sua origem está ligada à imagem de Nossa Senhora de
Nazaré, trazida da Bahia por um negro fugido.
“A Diocese e a Prefeitura do
Município precisam fazer uma parceria para preservar este patrimônio de
Garanhuns. Não é possível que deixem a Igreja da comunidade quilombola, que
data do século 18, desmoronar”, chama a atenção o Jornalista que assina um dos
Blog´s mais lidos do Estado.
Informações extra-oficiais dão
conta que a construção pertence a Associação Quilombola do Timbó e que o templo
é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e
Artístico Nacional
(IPHAM), o que inviabiliza uma ação da Diocese ou
da Prefeitura.



“Esta Igreja é um patrimônio
do município de Garanhuns. Acho que se houver boa vontade e decisão política, a
Associação, a Diocese, a Prefeitura e até o Governo do Estado podem se unir e
fazer uma reforma dentro das normas do IPHAM. Se for tomada uma atitude as
coisas complicadas podem ser simplificadas”, pontuou o jornalista Roberto
Almeida, comentando a sua postagem.  
(Imagens: Blog de Roberto Almeida)