w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 15 de setembro de 2020

 
Pela sétima vez, o Governo de
Pernambuco decidiu prorrogar o Decreto que suspende aulas presenciais no Estado
para escolas da educação básica. As unidades de ensino, públicas e privadas,
permanecerão fechadas por mais uma semana, ou seja, até a terça-feira da
próxima semana, dia 22, por causa da COVID-19.
“O Governo de Pernambuco,
após reunião do Gabinete de Enfrentamento à COVID-19, decidiu prorrogar até o
dia 22, a suspensão das aulas presenciais na Educação Básica em todo o Estado.
Os dados serão avaliados novamente na próxima segunda-feira, para deliberação
sobre o cronograma do plano de retorno das redes pública e privada”, armou
o Governo de Pernambuco, em nota.
A decisão frustra os donos de
escolas privadas – são cerca de 2.400 em Pernambuco, onde estudam 400 mil
alunos. Eles cobram do Governo a liberação das aulas presenciais e o anúncio de
datas para esse retorno gradual aos colégios. Garantem que a maioria das Unidades
de Ensino está pronta para a volta dos estudantes, atendendo as normas de
segurança colocadas no protocolo elaborado pelo Governo dois meses atrás, em 15
de julho.
Em contrapartida, alguns Médicos,
Prefeitos e Sindicatos de Professores (de escolas públicas e privadas) acham
que não é o momento de voltar a ter aulas presenciais por causa dos riscos de
contaminação. Aqui em Garanhuns, o Prefeito Izaías Régis (PTB) já se posicionou
contrário à volta das aulas. Ele argumenta que embora os números da COVID-19
estejam caindo em Pernambuco, não há segurança sanitária para esse retorno. (Com
informações do JC Online. CONFIRA)