BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sábado, 10 de julho de 2021

Os garanhuenses vacinados com
a 1ª dose da AstraZeneca vivem a expectativa de terem reduzido, em trinta dias,
o prazo para que a 2ª dose seja administrada, concluindo assim o processo
vacinal contra a COVID-19.

É que desde a última
segunda-feira, dia 5, os Municípios de Pernambuco estão autorizados a reduzir o
intervalo entre a primeira e a segunda dose de aplicação da AstraZeneca.
Inicialmente, o prazo entre as duas aplicações era de 90 dias. “Cada Município
deve informar o período para marcação da segunda dose, levando em consideração
sua operacionalização vacinal e seus estoques”, informou o secretário
estadual de Saúde, André Longo.

Questionada na última quarta-feira,
dia 7, se já havia uma definição aqui em Garanhuns, a secretaria de Saúde
informou, via assessoria, que o Município, que já vem vacinando os povos
tradicionais quilombolas em um prazo inferior a 90 dias, também cumpriria a antecipação
de forma geral. Por exemplo: um cidadão que receberia a 2ª dose no dia 7 de
setembro, poderá ter a vacinação antecipada para o próximo mês de agosto. A
expectativa é que até a próxima segunda-feira, dia 12, a Saúde Municipal se
pronuncie como se dará a logística dessa redução no intervalo entre a primeira
e a segunda dose de aplicação da vacina AstraZeneca.

VACINAÇÃO EM GARANHUNS – Até
ontem, dia 9, Garanhuns já havia aplicado 79.736 doses de vacinas contra a COVID-19.
Deste total, 51.789 foram primeiras doses, 16.484 segundas doses, e outras 11.463
doses únicas. Somando-se a dose única as primeiras e segundas doses, o Município
atualmente registra os seguintes percentual de vacinados: 45,18% com a 1ª dose
e 19,96% com a 2ª dose e complemento da vacinação.

Saiba mais sobre esse empreendimento clicando AQUI.