w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 10 de junho de 2014

Em seu terceiro ciclo, o
Índice de Infestação Predial, estudo comandado pela Coordenação do Programa
Municipal de Controle da Dengue, que identifica os focos do mosquito Aedes
aegypti nas residências de Garanhuns, mostrou uma queda nos índices nestes
primeiros meses de 2014. No mês de maio, a pesquisa registrou um número de
3,9%, comparado aos 4% registrados em janeiro. A meta final, estabelecida pelo
Ministério da Saúde, é de 1%.
O ciclo ainda apontou alguns
bairros como destaques na luta contra o mosquito da dengue. Em Heliópolis, nos
trechos que correspondem ao 71° Batalhão de Infantaria Motorizado e
proximidades do Castelo João Capão, o Índice de Infestação Predial foi de 7,7%
em janeiro, para nenhum mosquito encontrado nas residências no mês de maio
(0,0%). No bairro José Bernardino Teixeira (Vila do Quartel), os índices caíram
de 9,7%, no primeiro ciclo, para 6,6% no terceiro. Outro destaque foi o bairro
Magano, que registrou, no início do ano, 9,9%, com queda, em maio, para 4,6%.

Para o tratamento e
consequente diminuição do Aedes Aegypti, os profissionais das Unidades Básicas
de Saúde (UBS’s) de Garanhuns vêm trabalhando em todas as residências, com
visitas a cada dois meses. Neste ano, já foram notificados 84 casos de suspeita
de dengue clássica com 24 confirmações. Felizmente, não houve nenhuma
notificação de dengue hemorrágica. Outras informações sobre prevenção e combate
à dengue podem ser obtidas pelo telefone 3762-7024.