BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

O mestre de reisado Luiz
Gonzaga de Lima, Patrimônio Vivo de Pernambuco, inaugurou o Centro Cultural
Gonzaga de Garanhuns. O espaço, em funcionamento desde outubro, tem como
objetivo preservar a memória do trabalho do artista, responsável por centenas
de cordéis, e valorizar a cultura popular através das exposições, do ensino da
folia de reis, entre outras ações. 

 

Apesar da dificuldade financeira
e a pandemia do COVID-19, o mestre e seu Filho Clodoaldo Lima, montaram o
espaço para contar a história do artista, um dos principais cordelistas do Agreste
Pernambucano. No Espaço Cultural, o visitante pode apreciar as obras em
cordel escritas por ele, que totalizam cerca de 350 exemplares. Também em
exibição no local estão as roupas características da folia de Reis, além de uma
biblioteca com livros escritos pelo Gonzaga e sobre a cultura. 


Além disso, o
local há uma pequena bodega onde Seu Gonzaga, como também é conhecido, oferece
aos turistas algumas doses fabricadas artesanalmente. Lá também estão
expostas algumas miniaturas que contam a história dos ônibus em Pernambuco
e todas as peças são feitas à mão por Clodoaldo. O Espaço Cultural Gonzaga de
Garanhuns fica na Rua da Liberdade, nº 1474, Heliópolis, Garanhuns, e a visitação
deve ser feita com agendamento prévio através do telefone (87) 98175-1902.

HISTÓRIA – Luiz Gonzaga
de Lima tem 77 anos de idade, dos quais 60 são dedicados à cultura popular. Ele
está à frente das celebrações de reisado desde 1955 e fundou oito grupos. Em
2018 recebeu o título de Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco pela
Secretaria Estadual de Cultura juntamente com a Fundação de Patrimônio
Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).

Gonzaga de Garanhuns também
escritor do livro Garanhuns em Versos – um pouco de sua história, além dos cordéis,
escrevendo inclusive em espanhol e holandês.
(Com informações do JC
Online e imagens de Caio Pessoa/Divulgação. CONFIRA)