w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | quinta-feira, 16 de junho de 2022

 

Garanhuns ficará mais um ano sem a beleza e o simbolismo do tapete de Corpus Christi na Avenida Santo Antônio. É que justificando as chuvas intermitentes dos últimos dias e o aumento dos casos positivos da COVID-19, bem como dos casos de gripe, o Vicariato Centro da Diocese de Garanhuns decidiu cancelar a confecção do tapete de Corpus Christi, que reúne membros de diversas paróquias de Garanhuns em suas confecção e que é visitado e apreciado por milhares de pessoas de todo o Agreste Meridional.

 

 

“Vimos por bem motivar as Paróquias a participar da Missa na Igreja de São Sebastião, às 16h, e em seguida a procissão para a Catedral sem os tapetes. Peço a colaboração de todos, mas diante dessa situação tivemos que tomar essa decisão”, registrou o Padre Marcos André, que coordena o Vicariato Centro da Diocese.

 

 

A TRADIÇÃO DO TAPETE – A confecção do tapete para a solenidade de Corpus Christi é uma tradição iniciada, segundo historiadores, em Portugal e difundida no Brasil por seus colonizadores. Consiste na elaboração de cenas e representações bíblicas e da fé católica com uso de materiais como serragem, sal, borra de café, areia e outros mais. Seu sentido é de honrar a devoção à Santíssima Eucaristia, homenageando Jesus Cristo com a produção do caminho pelo qual ele passará, fazendo memória, também, da multidão que estendia ramos e mantos para que Jesus passasse em sua entrada em Jerusalém na Semana Santa.