BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
terça-feira, 06 de abril de 2021

O Portal V&C Garanhuns
trouxe a informação que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através da
2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania, está investigando denúncias referentes a suposta improbidade administrativa no contrato celebrado entre a
Prefeitura de Garanhuns e a empresa Projetcons Engenharia e Arquitetura LTDA
(CNPJ nº 34.016.448/0001-15), realizado em 2020. Segundo o Blog, o contrato,
no valor de R$ 227.097,44, é destinado a construção de uma rampa na nova Escola Padre
Agobar Valença, que vem sendo edificada na Avenida Caruaru.

De acordo com o V&C, que
teve acesso exclusivo a informação, a investigação foi iniciada após a chegada
de duas denúncias ao MPPE, que abriu um Inquérito Civil Público para apurar as
supostas irregularidades. O Órgão solicitou “com urgência” informações a
Prefeitura de Garanhuns, inclusive requisitando todos os documentos relativos
ao processo licitatório e aos pagamentos realizados, ainda no ano passado, pela
Gestão Municipal.  

Em consulta ao portal Tome Conta, do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), é possível constatar que
dos R$ 227.097,44 empenhados no dia 7/7/2020, R$ 107.591,38 foram liquidados e
pagos pela Prefeitura de Garanhuns, em quatro sub-empenhos: R$ 31.485,29
(28/08/2020);  R$ 28.541,08 (21/10/2020);
R$ 32.392,09 (30/11/2020) e R$ 15.172,92 (em 17/12/2020). Já os R$ 119.506,06
restantes do Contrato foram anulados no dia 28/12/2020.

O Blog do Carlos Eugênio está à
disposição do Governo Municipal de Garanhuns; do Ministério Público; da empresa
Projetcons Engenharia e Arquitetura LTDA, como também do ex-prefeito Izaías Régis
e de membros da sua Gestão para publicar suas versões sobre as informações trazidas
nesta reportagem.