w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sexta-feira, 01 de setembro de 2017

O Gerente da Casa Civil, do Governo Paulo Câmara, Sivaldo Albino (PPS)
enviou aos órgãos de Imprensa da Cidade e vem repercutindo nas redes sociais a
informação de que a empresa Locar Saneamento Ambiental Ltda, que presta serviços de
limpeza urbana a Prefeitura de Garanhuns, demitirá cerca de 100 profissionais
neste mês de setembro.


Segundo a postagem de Albino, que é ex-vereador e faz oposição do Governo
Izaías Régis, as demissões seriam motivadas pela falta de pagamento por parte
da Prefeitura, que estaria atravessando dificuldades financeiras.



Apesar de não contarmos com a confirmação da Empresa, a informação é que
oitenta funcionários da Locar já estão de aviso prévio e serão desligados no
final deste mês de setembro. Em recente entrevista, o Prefeito Izaías Régis (PTB)
chegou a confirmar a informação de que a Prefeitura estaria em atraso com os
pagamentos do serviço de limpeza urbana, bem como com outros prestadores de
serviço e fornecedores.


Segundo Régis, as dificuldades surgiram da queda nas arrecadações, que
somadas ao atraso e a falta de alguns repasses do Governo Estadual e Federal,
bem como de um recente bloqueio de mais de R$ 8 milhões da Prefeitura, por
parte da Justiça, vem comprometendo as finanças do Município (saiba mais sobre
esse assunto clicando AQUI)
.


“A realidade financeira é tão difícil que o Governo do Estado deixou de
repassar mais de R$ 2,7 milhões de reais para a Prefeitura de Garanhuns nos
últimos dois anos. São recursos do SAMU e da Farmácia Básica, que mesmo sem
recebermos, estamos mantendo em funcionamento com recursos próprios da
Prefeitura, que seriam usados para o pagamento de prestadores de serviço como a
Locar, por exemplo!”, chamou a atenção Régis.


Com o bloqueio e a falta de pagamento de repasses como esses do Governo do
Estado, segundo Izaías, a Prefeitura vem tendo muita dificuldade para manter as
finanças municipais em dia, existindo até o risco de que demissões possam
ocorrer. “Se não recuperar esse dinheiro bloqueado e se mais recursos forem
sequestrados, precisaremos reduzir a folha de pagamento em mais de R$ 2 milhões
por mês”, alertou Régis, que, ao seu estilo, comentou as informações
repassadas por Sivaldo Albino sobre as demissões na Locar. “A preocupação dele
é válida, porém Ele (Sivaldo) ajudaria mais se conseguisse fazer o Governador
repassar os quase R$ 3 milhões que o Estado deve a Garanhuns”, disparou Izaías Régis.



Clique em player e ouça a
Entrevista de Izaías Régis em que trata das dificuldades financeiras vividas pela Prefeitura de Garanhuns: