w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 26 de novembro de 2013

A organizadora do concurso público da Assembleia
Legislativa do Estado de Pernambuco deve ser a Fundação Carlos Chagas (FCC),
mas o fato só deve ser confirmado durante esta terça-feira, dia 26, de acordo
com o procurador da Casa Joaquim Nabuco, Hélio Lúcio. “Estamos aguardando para
dar o posicionamento a respeito disso, pois a FCC ainda não enviou o orçamento,
que deve chegar amanhã nas mãos da Superintendência Geral”, explicou o jurista.
Na última segunda-feira, dia 25, a assessoria do deputado
João Fernando Coutinho, primeiro secretário da Mesa Diretora da instituição,
informou que o parlamentar havia confirmado a FCC como banca elaboradora do
edital do concurso. O superintendente geral do órgão, Marcelo Cabral, não
ratificou a informação. “Isso só será definido e divulgado nesta terça-feira,
dia 26”, declarou.
Ainda segundo a assessoria de Coutinho, dentro de 15 dias
os Projetos de Lei (PLS) 1616/2013 e 1617/2013 devem voltar à Alepe após sanção
do governador Eduardo Campos. Os PLS foram aprovados por unanimidade no
plenário do Legislativo Estadual em meados de novembro.

Junto com a FCC, a Fundação Getúlio Vargas e a Escola de
Administração Fazendária (Esaf) já haviam sido apontadas pelo presidente do
órgão, o deputado Guilherme Uchoa, como possíveis empresas organizadoras na
última semana. Com a definição da banca, o anúncio do esperado conteúdo
programático deve sair em breve.
OPORTUNIDADES
Com
o processo seletivo para preenchimento de postos efetivos, serão oferecidas 40
vagas para o cargo de agente legislativo e 60, para analista legislativo. Os
agentes devem ter concluído o ensino médio e os analistas devem ter graduação
nas especialidades de cada cargo: consultor legislativo (qualquer nível
superior), jornalista, engenheiro, historiador, contador e profissional de
informática. Os salários são de R$ 4.780,74 e de R$ 11.315,33, respectivamente.