w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 24 de junho de 2014

A menos de uma semana para o
fim das convenções partidárias, a Frente Popular trabalha com a perspectiva de
fazer pelo menos 20 deputados federais e 40 deputados estaduais na eleição
marcada para o dia 5 de outubro. Pernambuco tem direito a 25 vagas na Câmara
Federal e possui 49 integrantes na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE).
O cálculo dos integrantes da
Frente Popular é de que a coligação que dá sustentação à candidatura do
ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) deve fazer no mínimo 19 federais e
35 estaduais.
A ideia é que só o Chapão para
federal consiga eleger 18 nomes. A chapinha do G6, grupo de partidos nanicos
que está fechado com o PSB, elegeria mais um nome.
A conta da aliança prevê ainda
que o PSB vai ficar com pelo menos metade das vagas do Chapão. Outras legendas
também entram nas contagens como PSDB, PMDB, DEM e PCdoB.

Além do PSB, Paulo Câmara
conta com o apoio de outros 18 partidos: PMDB, PSD, PCdoB, DEM, SDD, PR, PTC,
PTN, PPL, PV, PPS, PHS, PSL, PTdoB, PRP, PSDB, PMN, PSDC e PROS. A aliança é
apresentada como a maior da história de Pernambuco.
Apesar de ter o apoio de
algumas lideranças, Câmara perdeu o PDT para o senador Armando Monteiro Neto
(PTB) nessa segunda-feira, dia 23. Já o PP deve ingressar na aliança nesta
quinta, dia 26.

Caso se confirmem as expectativas da Frente
Popular, só restarão cinco vagas na Câmara Federal e nove na Assembleia
Legislativa para os candidatos que apoiam a candidatura de Armando Monteiro
(PTB). (Com informações do Blog do
Jamildo)