BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
quarta-feira, 02 de junho de 2021

O saldo da visita dos ministros da Saúde, Marcelo
Queiroga, e do Turismo, Gilson Machado Neto, no último fim de semana aqui a
Garanhuns, gerou uma troca de farpas entre os deputados federais Fernando
Rodolfo (PL) e Felipe Carreras (PSB).

“Enquanto dois Ministros, incluindo o da Saúde, visitam o
Agreste Meridional e sua principal cidade (Garanhuns) para fazer fotos e espuma
em uma situação gravíssima, nosso mandato apresenta ações. Destinamos 1,7
milhão em emenda impositiva para a região, sendo 500 mil para Garanhuns. O povo
pernambucano gosta de receber Ministros e sempre recebe muito bem, mas
ministros com iniciativa e ação. Em breve, além do que já fizemos, anunciaremos
muito mais para Garanhuns e região”, escreveu Carreras na tarde da última
segunda, dia 31, no Twitter.

Sem citar o deputado do PSB, Fernando Rodolfo, que é natural
de Garanhuns, aliado ao governo Bolsonaro e que esteve na comitiva ministerial,
rebateu a conduta de parlamentares que criticaram as visitas dos ministros ao Estado,
alegando que o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, não teria ido ao
Agreste.

“Chega a ser cômico ver Deputado criticando a visita do Ministro
da Saúde e do Ministro do Turismo ao agreste, quando o Secretário do Governo que
ele defende sequer botou os pés na Região. O que ele sabe fazer é mentir,
dizendo que os concentradores de oxigênio distribuídos aos municípios foram
iniciativa de Paulo Câmara, quando na verdade foram mandados pelo presidente
Bolsonaro. Ah e se quer falar de emenda enviada pra Garanhuns, a gente fala. Eu
estou colocando 2 milhões pra a saúde da minha terra natal. Tô pronto pra o
debate, é só chamar”, afirmou Rodolfo.

De acordo com o Blog do Jamildo, na semana passada, o
secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, esteve no Agreste pernambucano
acompanhando a visita do ministro Marcelo Queiroga, a Bezerros. Antes disso, no
último dia 24, Longo inaugurou os leitos de UTI no Hospital Municipal Paulo da
Veiga Pessoa, em Gravatá, desconstruindo parte do discurso de Fernando Rodolfo. 


Também segundo Jamildo Melo, a Folha de S.Paulo mostrou na edição dessa
terça-feira, dia 1º, que os ministros Gilson Machado Neto e Marcelo Queiroga
simularam entrega de respiradores que, na verdade, foram entregues
anteriormente pelo Governo de Pernambuco em visita a Santa Cruz do Capibaribe.
Confira
a reportagem da Folha de S. Paulo na integra clicando AQUI.

“Cômico é anunciar a presença de Ministros dizendo que
eles vão anunciar algo. Eles anunciaram que “em breve vão anunciar”? Fernando,
com todo a respeito, me fala o que menti. Onde e quando? Agora, até as suas
próprias postagens não fazem sequer um anúncio de medidas por parte do
Ministro. Manda um Whats(App) para o Ministro e tenta corrigir que está feio,
tá?! Não quero bater boca com ninguém. Quero trabalhar por Garanhuns e
Pernambuco. Você pode ficar grudado com os Ministros de Bolsonaro. Mas vê se
eles fazem algo de concreto para o povo!”, rebateu Carreras.
(Com
informações e imagens do Blog do Jamildo. CONFIRA)



MINISTROS DE BOLSONARO SIMULAM ENTREGA DE EQUIPAMENTOS
QUE JÁ TINHAM SIDO ENVIADOS PELO GOVERNO DE PE
 

Os ministros Marcelo Queiroga (Saúde) e Gilson Machado
(Turismo) simularam uma entrega de concentradores de oxigênio em Santa Cruz do
Capibaribe, no agreste pernambucano, no domingo (30).
 

Os equipamentos haviam sido entregues pelo governo
estadual dias antes, mas aparecem em foto postada por Machado como tendo sido
enviados pela gestão de Jair Bolsonaro. Ao Painel o prefeito da cidade
confirmou o envio dias antes pelo Executivo do estado e que os prometidos pelo
Ministério da Saúde ainda não chegaram.
 

“É o concentrador que tinha [que aparece na foto]. Na
verdade, recebemos o concentrador do governo do estado. Fica a polêmica de quem
que deu e, enfim, recebemos cinco concentradores do governo do estado”, diz
Fabio Aragão (PP), prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, única cidade de
Pernambuco em que Bolsonaro venceu no 2º turno em 2018.
 

“É a pior fase do agreste desde o começo da
pandemia, infelizmente. Nunca havíamos enfrentado índices tão altos de contágio
e de mortes”, acrescenta Aragão, que afirma que há ocasiões em que precisa
repor os estoques de oxigênio da cidade duas vezes ao dia.
 

Lívia Borba, secretária de Saúde da cidade, diz ter
alertado os ministros de que o concentrador que aparece na foto havia sido
fornecido pelo governo estadual, mas que não acredita que tenham agido por mal.
“Como o governo federal também vai mandar, acho que pensaram que já eram os
deles. Mas aqueles eram do estado”, afirma.
 

Em reunião da Comissão Intergestores Bipartite do Estado
do Ceará (CIB-CE) nesta segunda-feira (31), ela relatou o encontro com os
ministros e reafirmou a origem dos concentradores.
 

Na legenda da foto, publicada no domingo (30), Machado
diz que estava no agreste pernambucano “para fazer mais uma entrega de
respiradores enviados pelo Governo do Presidente Jair Bolsonaro para o povo do
agreste pernambucano”. A foto mostra, na verdade, um concentrador, e não
respiradores.
 

“Os equipamentos foram repassados ao prefeito Fabio
Aragão e a secretária Lívia Borba. O nosso Governo segue trabalhando pelo povo
brasileiro, nos quatro cantos do Brasil! Aqui em Pernambuco foram 148
concentradores de Oxigênio”, completa o texto.
 

Os ministros viajaram ao agreste após a administração
Paulo Câmara (PSB-PE) solicitar mil cilindros de oxigênio, 500 concentradores e
200 mil testes para Covid-19. O estado de Pernambuco registrou nas últimas
semanas alta no número de casos de Covid-19 e reforçou as medidas restritivas.
Em ofícios ao governo federal, o cenário é descrito como o pior desde que a
Covid-19 chegou ao país.
 

Procurado pelo Painel, o Ministério da Saúde não enviou
resposta. O ministro do Turismo disse por meio de sua assessoria que os
equipamentos “entregues no final de semana fazem parte de uma compra de 5.100
concentradores do governo federal para atender Norte e Nordeste”. Questionado
sobre a afirmação do prefeito e da secretária de Saúde sobre o envio pelo
estado, ele não respondeu.
 

Dessa remessa de 5.100, somente nove foram entregues em
Pernambuco até o momento, na cidade de Caruaru, no sábado (29). O envio de
cinco concentradores desse pacote para Santa Cruz do Capibaribe está agendado
para esta terça (1º), com chegada prevista para o dia 10 de junho.
 

Em nota, a gestão Câmara diz que mandou 149
concentradores na semana passada para os municípios do interior, inclusive
cinco para Santa Cruz do Capibaribe, e afirma que não teve retorno do
Ministério da Saúde sobre suas demandas.
 

“Além disso, montou uma central de fornecimento de
oxigênio para socorrer emergencialmente as unidades de saúde das prefeituras. A
unidade emergencial, que está trabalhando no regime 24h por dia, já abasteceu,
até às 10h desta segunda-feira (31), 583 cilindros de oxigênio de 35 cidades
pernambucanas, garantindo o atendimento aos pacientes com a Covid-19 em
unidades municipais de saúde”, completa o governo estadual.
 

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/painel/2021/05/ministros-de-bolsonaro-simulam-entrega-de-equipamentos-que-ja-tinham-sido-enviados-por-governo-de-pe.shtml