w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | segunda-feira, 01 de outubro de 2018

 
A Polícia Civil apresentou na manhã desta segunda-feira, dia 1º, detalhes da investigação sobre o
assassinato do advogado André Ambrósio Ribeiro, 46 anos, no dia 12 de julho
deste ano em Caruaru
, no Agreste de Pernambuco. Os acusados de serem
os mandantes do crime são Isadora Ferreira de Almeida, ex-mulher da vítima, e
José Isaac Ferreira de Almeida, ex-cunhado de André Ambrósio. Isadora foi presa
no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Isaac se encontra foragido.
Ramon Reis da Silva, acusado de ser o autor dos disparos,
e José Jameson de Sales, o “Jairzinho”, que teria dirigido o carro que levou o
assassino embora da cena do crime, foram presos na manhã de hoje, dia 1º. De
acordo com o delegado Rodolfo Bacelar, à frente das investigações, o homicídio
foi planejado por conta de problemas entre o Advogado e Isadora após a
separação. O ex-casal estaria tendo conflitos por conta de supostos esquemas de
lavagem de dinheiro em empresas onde André Ambrósio, Isadora e Isaac teriam
sociedade. Com a separação do casal, o Advogado teria ameaçado denunciar os
esquemas de corrupção. Por isso, o crime teria sido encomendado como queima de
arquivo.

EXECUTORES – Ainda segundo o Delegado, a Polícia chegou em
Ramon através de outra investigação. Havia uma denúncia sobre um pistoleiro
oriundo de Maceió, em Alagoas, que estaria escondido em Caruaru e agindo na Cidade.
Os investigadores repararam na semelhança física entre o suspeito preso neste
caso, Ramon Reis, e o homem filmado executando André Ambrósio, 
além do retrato falado. José
Jameson, preso junto com Ramon, também estaria presente no momento do crime.
Segundo a investigação, ele dirigiu o veículo que conduziu a ida do assassino
até o local do crime, e a posterior fuga.
Bacelar afirmou que a investigação sobre quais esquemas de corrupção
seriam esses em que Isadora e Isaac estão envolvidos será conduzida pela
delegacia especializada. Os três acusados presos na manhã desta
segunda-feira (1º) estão à disposição da Justiça. (Com informações do JC Online. CONFIRA)