w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | quarta-feira, 09 de janeiro de 2019

Três estudantes da Rede Estadual de Ensino e um professor da Associação
Brasil-América (ABA) embarcaram ontem, dia 8, para um intercâmbio de três
semanas nos Estados Unidos, através do Programa Jovens Embaixadores. E a
garanhuense Maria Eugênia, da Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves
Guerra, está entre os contemplados.

Através do Programa, cinquenta estudantes brasileiros que se destacaram
na Rede Pública de Ensino conhecem, durante o intercâmbio, algumas cidades dos
Estados Unidos; participam de reuniões com autoridades do Governo norte-americano
e visitam escolas públicas e projetos sociais. Hospedados em casas de famílias
voluntárias, os Jovens Embaixadores também frequentam aula em escolas da Região
e participam em atividades de voluntariado.

Apesar de jovem, Maria Eugênia, já pensa em sua carreira: quer ser Diplomata.
“Seguir essa carreira é algo tão desejado que ao deitar, penso no dia em que
serei Diplomata. Quero ser a porta de entrada do Brasil para as pessoas do
exterior, mostrar a elas a história do nosso País e representar as melhores
formas que o Brasil pode ser. Esse intercâmbio é a porta de entrada para todas
estas experiências, uma oportunidade incrível”, contou a Jovem.


Segundo a Secretaria de Educação, o Programa Jovens Embaixadores é uma
oportunidade para os estudantes de escolas públicas. O processo de seleção não
é fácil, mas os estudantes têm a chance de vivenciar, quando aprovados, uma
experiência que pode mudar os rumos de suas vidas. Depois do intercâmbio, os Jovens
são orientados a trabalhar na elaboração e implantação de um projeto de
cidadania nas comunidades em que estão inseridos. Além disso, muitos deles
acabam participando também de outras iniciativas no exterior. O Programa abre
portas!”, comentou Márcia Rodrigues, gestora de Projetos Especiais.
(Com informações e imagens do Diário de
Pernambuco)