w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Esse é destaque no
Blog de Magno Martins:
“Antes de deixar o cargo em
abril, o governador Eduardo Campos (PSB) vai anunciar, provavelmente no
seminário da Associação Municipalista (AMUPE), em 15 de março, o segundo fundo
emergencial para os municípios, o FPM estadual, com recursos do próprio
tesouro, como fez em Gravatá, no ano passado.
A decisão já está tomada,
segundo este blogueiro apurou. Com isso, Eduardo quer garantir, efetivamente, o
apoio da grande maioria dos 186 prefeitos ao seu projeto de eleger Paulo Câmara
governador. O FPM estadual foi a salvação da lavoura para os prefeitos em
início de mandato, liberado em quatro parcelas.
O dinheiro foi aplicado nos
municípios para obras de efeito eleitoral, como calçamento, saneamento e
projetos sociais. Não fosse a iniciativa do governador, que deu a boa nova aos
prefeitos num grande ato em Gravatá, grande parte dos prefeitos, que enfrentam
dificuldades de caixa em seus municípios, não teria feito praticamente nada no
seu primeiro ano de administração. O que os prefeitos não esperavam é que
viesse uma segunda dosagem do FPM emergencial do Estado, o que certamente será
festejado por todos os prefeitos, com chances de facilitar o discurso de adesão
à candidatura de Câmara.

O congresso da AMUPE, em 15 de
março, com várias temáticas municipais, será transformado, portanto, num grande
ato com o objetivo de evitar que prefeitos não se dispersem durante a campanha,
aderindo ao palanque da oposição”.