BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Dias após o reaparecimento da menina
Thayslane, a Tati, de 12 anos, que reside no bairro Dom Hélder Câmara, a Cohab 3,
aqui em Garanhuns, o Delegado Flávio Pessoa deu detalhes da investigação
durante entrevista à Rádio Jornal Garanhuns.

“A menor desapareceu no
último dia 27 de novembro e encaminhou áudios para o celular da mãe dizendo que
tinha sido levada por dois tios. Semanas depois ela foi abandonada, segundo a
sua própria versão, na rua da casa dela. As investigações continuam em curso
para esclarecermos esse desaparecimento”, registrou o Dr. Flávio Pessoa. O
Delegado também registrou o estado físico da adolescente tão logo foi
encontrada. “Ela estava aparentemente bem. Não estava dopada tampouco sob
o efeito de drogas, nem em estado de choque. Pelo o tempo que passou
desaparecida, segundo ela, num cativeiro, poderia estar abalada, mas estava tranquila”,
complementou o Delegado.

 

EXAMES NO IML – Ainda de
acordo com o Delegado, Tati foi encaminhada ao IML, onde se submeteu a
exames sexológicos, nada sendo constatado. “Ela não apresentou nenhuma
violência física, incluindo sexual. A menina foi tirada sem a ordem dos pais e
precisamos encontrar os responsáveis por esse desaparecimento. Nos áudios, ela
alega que eram tios, porém os criminosos estavam com máscaras, ou seja, eles se
identificaram como parentes, porém ela não os reconheceu”, finalizou o Delegado
de Garanhuns. (Por Pedro Augusto/NE10 INTERIOR. CONFIRA)