BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sexta-feira, 27 de março de 2020

 
A Federação das Câmaras dos
Dirigentes Lojistas de Pernambuco (FCDL-PE) divulgou ontem, dia 26, uma nota em
que apela para que o comércio no Estado seja reaberto. Os negócios estão
fechados desde o último dia 20, por ordem do governador Paulo Câmara (PSB), como medida
para evitar proliferação do Coronavírus. Apesar do material enviado à imprensa,
não foi destinado nenhum ofício ao Palácio do Campo das Princesas com a
solicitação de reabertura.
“Reconhecemos e prezamos
por todos os cuidados que precisam ser tomados por toda a população para a
inibição do contágio do Coronavírus, mas não podemos deixar de entender o estado
de emergência econômica que está se estabelecendo no interior”, alerta o
presidente da FCDL-PE Eduardo Catão.

O empresário e presidente da
CDL Recife, Cid Lobo, defende esperar pelo dia 6 de abril, fim dos quinze dias
de quarentena, para reabrir o comércio. “Podemos reabrir em horário
especial, tomando mais medidas sanitárias, mas se esse prazo se entender será
terrível”, opina Lobo. Ele ainda completa: “temos que pensar no
bem-estar do funcionário, dos clientes, mas do ponto de vista econômico, o
comércio fechado tem impactos são muito fortes”, comenta Lobo.

De acordo com o economista da
Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco
(Fecomércio-PE), Rafael Ramos, a maior parte do empresariado pernambucano é
dono de micros e pequenos negócios e não têm “gordura para queimar”
durante a crise do Coronavírus. “A maior parte fatura hoje para pagar
contas amanhã. Com 15 dias de quarentena já haverá fechamento de empresas, se o
prazo for ampliado, o resultado será pior”, analisa Rafael Ramos.
(Com
informações de
Marília
Banholzer
/JC. CONFIRA)