BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sábado, 22 de maio de 2021

Garanhuns contará com mais 10 leitos
de UTI para atendimento dos casos graves de COVID-19. A confirmação veio na
noite de ontem, dia 21, quando o diretor do Hospital Perpétuo Socorro, José
Tinoco Filho, enviou áudio ao Prefeito Sivaldo Albino (PSB), agradecendo o empenho
na solução das pendências financeiras entre o Governo do Estado e àquela Empresa,
que possibilitarão a expansão.

“Prefeito… eu estou mandando
essa mensagem para agradecer por todo empenho. Eu sei de todo o esforço que
você fez, junto ao Secretário de Saúde (André Longo); junto ao Governo do Estado
para que fosse possível a instalação de mais dez leitos COVID dentro da Unidade
Perpétuo Socorro. Acabou de ser resolvida toda a situação e nós vamos lutar para
que esses leitos sejam abertos, o mais rápido possível para a população.
Tivemos realmente muito apoio. Você (Sivaldo Albino) foi realmente, uma das
pessoas que deu a mão e nós temos orgulho do Prefeito que temos na Cidade. Que
é um Prefeito que está junto da população. Vê as necessidades. Atua, e a gente
vê que tem resultado”, registrou o empresário José Tinoco Filho, que garantiu que
a equipe médica que atuará nesses novos leitos já está sendo formada. As
pendências do Estado junto a Unidade estavam estimadas em R$ 5 milhões de reais
(relembre clicando AQUI).

Em contato com o Blog do Carlos Eugênio,
o Promotor Domingos Sávio confirmou a informação repassada por Tinoco Filho. “Acabo
de ser informado pelo diretor da Perpétuo Socorro e por Dr. Humberto Antunes
(Secretário Estadual Adjunto de Saúde) que os leitos (10 de UTI) serão abertos
na Perpétuo Socorro. O Diretor informou que já está preparando equipe e espera receber
os equipamentos até terça-feira (dia 25)”, registrou Dr. Domingos.

INTERVENÇÃO DO PREFEITO – A
participação do Prefeito Sivaldo Albino na intermediação entre o Governo do Estado
e a direção do Hospital Perpétuo Socorro havia sido registrada pelo Secretário
Estadual de Saúde, André Longo, durante entrevista na Rádio Jornal Garanhuns nesta
semana. Longo também ressaltou o esforço do Prefeito em auxiliar o Estado no
momento em que a Prefeitura de Garanhuns implantou 10 leitos de UTI na Unidade
de Tratamento COVID-19, apesar de as UTIs serem equipamentos da chamada alta
complexidade em saúde, sendo que a responsabilidade da Prefeitura seria apenas
com os leitos Clínicos.

COLAPSO NA SAÚDE EM GARANHUNS –
Os novos leitos de UTI chegam no pior momento que Garanhuns e o Agreste
Meridional atravessam nesta Pandemia. É que de acordo com informações do Ministério
Público de Pernambuco (MPPE), na noite de ontem, dia 21, o sistema de saúde de
Garanhuns, tanto público, quanto privado, apresentava pouquíssimos leitos Clínicos
vagos e nenhum leito de UTI disponível para atendimento de pacientes com COVID-19.

Para que se tenha ideia da
gravidade, às 23h de ontem, só estavam vagos 2 leitos de estabilização na Unidade
de Tratamento COVID-19, localizada na Cohab 2; um leito clínico no Hospital
Regional Dom Moura; dois leitos clínicos, particulares, no Hospital Perpétuo
Socorro; e quatro leitos pediátricos no Dom Moura. O Hospital Monte Sinai,
cujos 14 leitos existentes são particulares, apresentava lotação máxima segundo
o MPPE. Também não haviam leitos vagos no Hospital Palmira
Sales, revelando um quadro muito grave em Garanhuns e nos municípios do Agreste Meridional.