w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | segunda-feira, 12 de março de 2018

 
Após cumprir agenda nos municípios de Garanhuns, Saloá e Paranatama, a
vereadora do Recife, Marília Arraes (PT), que é pré-candidata ao Governo de
Pernambuco, voltou a Capital levando na bagagem, novos e importantes apoios.
Contando com a articulação do Vereador garanhuense Alcindo Correia
(PCdoB), Marília agora contabiliza em seu palanque, o apoio de Vereadores nos Municípios
de
Garanhuns,
Saloá, São João, Iati e

Paranatama. Em São João
, as
adesões são dos vereadores Ratinho, João Luís e Rosineide, todos do PDT. Na terra
governada por Genaldi Zumba (PSD), a neta de Arraes também conta com o apoio
dos suplentes de vereador: Gilvan e Neguinho Barbeiro, além do Dr. Hugo Cabral,
que já chefiou a GERES e o Hospital Regional Dom Moura. 

Já em Iati, os
vereadores Erlan Tenório (PV) e Renato Almeida (PPS) são as novas adesões. Ela
também contabiliza o apoio de presidentes de Sindicato, Associações e líderes
comunitários na cidade governada pelo socialista Tonho de Lula (PSB). Os
ex-prefeitos de Paranatama, Reginaldo e João Leonel, também aderiram ao
palanque da petista, assim como o vereador Edvaldo Olegário, o ex-vereador Josa
Moita e a pré-candidata a Prefeita, Enilda Leonel.

Ainda aqui em Garanhuns, no
sábado à noite, dia 10, onde participou de encontro com aliados da região, a
vereadora do Recife Marília Arraes (PT) afirmou que teve uma conversa com Lula
e recebeu “carta branca e sinal verde” do líder petista para lançar sua
candidatura ao governo do Estado pelo partido.
Durante seu discurso no
encontro aqui em Garanhuns, Marília Arraes (PT) afirmou que teve uma conversa
com Lula e recebeu “carta branca e sinal verde” do líder petista para lançar
sua candidatura ao governo do Estado pelo PT. “Fazemos mais um ato em mais uma
região de Pernambuco reafirmando nossa pré-candidatura, mas num clima
diferente, porque viemos com carta branca e sinal verde, livres para construir
uma candidatura que represente um projeto popular”, disse Marília Arraes, que
para ser candidata deverá vencer uma disputa contra o PSB, que tenta o apoio do PT. “O
PSB quer se aproveitar da popularidade do presidente Lula e tentar salvar um
governo que não está dando certo. Não querem fazer a defesa do nosso projeto, a
defesa do presidente Lula. E na outra ponta está a base do governo Michel Temer
que o Brasil não aceita e já disse que não quer esse projeto que está acabando
com o País”, estocou a Vereadora Recifense.
(Com informações e imagens do
Blog do Gidi Santos e do Jornal do Commercio)